icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso e Fábio Aleixo
26/11/2013
11:29

Nove vitórias consecutivas, 13 triunfos em uma mesma temporada, campeão (bi, tri e tetra) mais jovem da Fórmula 1, vencedor mais novo de uma corrida... Nos últimos anos, Sebastian Vettel não cansou de quebrar recordes. Com tanta marca, o que mais faltaria para o piloto da Reb Bull bater?

Bom, apesar do desempenho fenomenal, o alemão ainda pode alcançar mais feitos nos próximos anos. E não faltam opções.

O primeiro a vir na cabeça é o número de títulos da Fórmula 1. Ainda faltam três conquistas para ele igualar o heptacampeão e compatriota Michael Schumacher.

O ex-piloto alemão, aliás, é o maior detentor dos recordes a serem batidos por Vettel, como o de vitórias na categoria, poles position, pódios, voltas mais rápidas... (confira esses números ao lado).

Aos 26 anos e com o contrato garantido com a Red Bull pelo menos até 2015, não é difícil imaginar que o tetracampeão possa alcançar algumas dessas marcas com facilidade. No entanto, outras são mais difícies. Ainda mais com as mudanças técnicas nos carros para a próxima temporada, o que pode diminuir o domínio do time austríaco.

Adversários sedentos para batê-lo não faltam: Fernando Alonso, Kimi Raikkonen, Lewis Hamilton e Nico Rosberg. Mas se for repetido o que aconteceu na temporada de 2013, vai ser difícil isso ocorrer.

Enquanto 2014 não começa, Vettel só quer deixar a pressão por novas conquistas de lado. E quanto aos recordes alcançados nos últimos anos? Bom, isso tudo vai ser aproveitado. Mas somente no futuro. Quem sabe com mais alguns.

– Para mim, um recorde é apenas um número que olharei quando tiver menos cabelo e for gordinho. E acho que não dá para comparar a marca de nove vitórias de Alberto Ascari. Era uma era diferente, nos anos 50 as corridas eram mais compridas e os carros quebravam mais facilmente – afirmou Vettel, logo após a vitória no GP do Brasil, no último domingo.