icons.title signature.placeholder Maurício Oliveira e Thiago Salata
11/07/2014
19:31

Luiz Felipe Scolari não mandará a campo o mesmo time que foi massacrado por 7 a 1 para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo. O técnico não revelou as mudanças, mas confirmou que testará novidades na disputa de terceiro lugar, neste sábado, às 17h, contra a Holanda, no Mané Garrincha.

- Farei uma ou duas em relação ao time que iniciou contra a Alemanha. Por necessidade, vou fazer duas ou três substituições. Uma que devo fazer é porque entendo que a colocação de um jogador num setor pode ser importante, também por gostar do comportamento desse jogador. Não vou colocar jogadores que não tiver a completa confiança que vão preencher para ganhar o jogo - disse.

Felipão confirmou que Thiago Silva, poupado no treinamento da manhã, na Granja Comary, joga contra a Holanda. Scolari comentou os testes que fez em cima da defesa no último trabalho em Teresópolis.

- Não teve titular e nem reserva. Se tinha titulares, eram os que estavam treinando defensivamente. Inventei Marcelo como falso ponta esquerda, para imitar o Robben, melhor do Mundial. Não teve treino para escalar ninguém - afirmou o comandante.

Felipão, ao lado do capitão Thiago Silva, reforçou o discurso de que o jogo deste sábado vale para amenizar a vergonha de terça-feira, no Mineirão.

- O objetivo principal não vai acontecer. A terça foi dificil, quarta, quinta, hoje. Vai ser pelo resto da vida. Não vai modificar de um dia para o outro. Mais uns 20 anos ainda vou viver, sempre relembrar disso. O que nós tentamos depois do segundo dia é recuperar o psicológico, com detalhes com alguns jogadores, para que tenham perspectiva de pegar a Holanda como se fosse o sonho principal. Estamos trabalhando nisso. Temos que entrar em totais condições de conseguir o terceiro lugar e dar pelo menos uma pequena alegria à torcida - disse Felipão.

- A motivação pelo menos da minha parte continua sendo a maior. O objetivo é diferente. Não é o primeiro lugar em disputa, é nossa honra e dignidade. Tem de respeitar essa camisa com cinco estrelas. A motivação está acima de qualquer coisa. Temos tudo para virar a página, a vida que segue. É um adversário de muita qualidade, estamos motivados. Não chegou na decisão por falhas nas penalidades. Teria totais condições de estar na final com a Alemanha - afirmou Thiago Silva.