icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese
06/07/2014
12:59

A lesão de Neymar e a perda do craque para o restante da Copa do Mundo foi um baque para o Brasil. A Alemanha, adversário da semifinal, nesta terça-feira, às 17h, no Mineirão, també lamentou a ausência do camisa 10 da Seleção Brasileira no duelo.

Um dos líderes da seleção alemã, o volante Bastian Schweinsteiger afirmou que ficou triste com a notícia. 

- Estamos todos muito tristes por Neymar. É muito triste, devemos sempre lamentar quando os melhores não estão em campo. É onde eles devem estar. Mas o Brasil queria e ainda quer consquistar o título da Copa. Talvez, isso una ainda mais as forças da Seleção. Scolari e Parreira são treinadores experientes, já ganharam Copa do Mundo, eles têm a inteligência para lidar bem com isso. Claro que há uma vantagem para nós por ele não estar em campo, mas existem outros fatores que podem ser compensados - disse o camisa 7 alemão, em entrevista coletiva neste domingo, em Santo André, vila do município de Santa Cruz Cabrália, onde a seleção germânica se instalou no Brasil. 

Schweinsteiger é um dos jogadores que mais conquistaram o público brasileiro durante a Copa. Com um lado brincalhão, ele vestiu as camisas do Bahia, Grêmio e Flamengo e sempre foi simpático no contato com os fãs. Honrado com o duelo pela semifinal, ele afirmou que preferia o encontro fosse pela decisão. Quem passar do duelo pegará o vencedor de Argentina e Holanda, que se enfrentam na quarta (9). A final será no próximo domingo (13), no Maracanã.

- O status desse jogo é sensacional. Jogar contra o anfitrião não é apenas uma honra, mas um grande desafio. Claro que queríamos que fosse a final, não a semifinal. Mas foi assim, apenas um de nós vai passar para a decisão. Estamos muito focados, não há dúvidas de que queremos muito ganhar esse jogo e estamos concentrados e bem preparados para isso - disse o volante.