icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/06/2014
19:03

Uma saída secreta de helicóptero, exames em um hospital numa cidade vizinha e a notícia de que não era nada grave. Neste sábado, a rotina do volante Bastian Schweinsteiger agitou o dia da concentração da Alemanha. O jogador sofreu uma pancada no pé esquerdo, no treino pela manhã no Campo Bahia, e precisou sair da vila de Santo André até a cidade de Eunápolis, próxima de Porto Seguro. As informações foram reveladas pelo site "Radar 64", da região.

Nada disso chegou a ser divulgado para a imprensa durante a entrevista coletiva de Podolski e Höwedes, que ocorreu logo após o treinamento. No início da tarde, alguns jornalistas locais receberam a informação de colegas de Eunápolis, mas os funcionários alemães negaram que qualquer jogador tivesse saído.

Depois, fotos foram divulgadas e a verdade veio à tona. Temendo que fosse algo grave, o jogador foi transportado de helicóptero, que pousou em um estádio da cidade. De lá, ele saiu em uma ambulância até o hospital, acompanhado de dois membros da delegação germânica.

De acordo com a Federação Alemã de Futebol, o jogador não tem nenhum problema grave e estará à disposição do técnico Joachim Löw para a estreia na Copa diante de Portugal, às 13h da próxima segunda-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

O jogador do Bayern de Munique já havia perdido boa parte da preparação para a Copa por conta de uma lesão no joelho esquerdo, que o tirou da final da Copa da Alemanha diante do Borussia Dortmund (ALE), no fim de maio. Sua escalação era incerta como titular no duelo diante dos portugueses. Caso não jogue, Löw deve optar por Khedira no meio de campo.