icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/12/2013
16:59

O sorteio dos grupos da Copa do Mundo que colocou Croácia, México e Camarões no caminho do Brasil na primeira fase da competição não pareceu ser capaz de alterar os ânimos do técnico Luis Felipe Scolari. Mantendo a sua já conhecida linha, o comandante da Seleção Brasileira se mostrou satisfeito com o enquadramento da competição, mas fez questão de conter qualquer otimismo exagerado.

Indagado sobre eventuais encontro contra Espanha ou Holanda logo nas oitavas-de-finais, o treinador destacou a importância de não se subestimar os rivais do time canarinho na fase de grupo:

- Achei que o sorteio foi bom para o Brasil, mas não tem grupo fácil. Quem se preocupa muito com a casa dos outros, acaba desprotegendo a sua. Temos que tomar cuidado para não ser surpreendido, qualquer erro pode ser fatal no Mundial. Não podemos pensar numa eventual segunda fase e deixarmos de lados oponentes importantes - disse.

O treinador brasileiro construiu ainda grandes elogios aos rivais de fase de grupo, destacando em especial o jogo contra o México. Na visão do comandante, pela tradição do confronto, este embate pode ser o mais difícil do time canarinho na primeira fase.

- A Croácia se caracterizado pelo futebol bem jogado. Camarões já aprontou proezas em Copas. O México também é muito complicado. É sempre muito difícil para nós batermos o México até pela tradição do confronto. Ja é um clássico disputado há muito tempo e que sempre se encontra mais dificuldades do que contra outras equipes - discursou.