icons.title signature.placeholder Felipe Domingues e Jonas Moura
20/06/2014
08:05

Uma possível explicação para o desempenho abaixo do esperado da Seleção Brasileira de Vôlei na Liga Mundial tem a ver com um fundamento que ainda não engrenou depois de oito jogos. O saque improdutivo preocupa o técnico Bernardinho, que nesta sexta-feira tenta vencer a Polônia, às 14h30 (de Brasília), em Cracóvia (POL), na briga por uma vaga na fase final.

Além da cobrança no fundamento persistir desde as primeiras rodadas, ou números ajudam a traçar o quadro. O melhor brasileiro nas estatísticas de saque da Liga ocupa apenas a 25ª colocação no chamado Grupo 1, que reúne as seleções das chaves A e B, as mais fortes. Trata-se do ponteiro Lipe, autor de cinco aces até o momento.

E MAIS:
> Aniversariante do dia, Lipe acredita em vitórias sobre a Polônia

O curioso é que todos os pontos foram marcados na mesma partida: vitória do Brasil sobre a própria Polônia por 3 a 0, em um dos jogos da etapa de Maringá (PR). No torneio, Lipe sacou 40 vezes, acertou 25 sem pontuar e errou dez. O líder do ranking é o russo Denis Biriukov, que conseguiu oito aces.

O segundo melhor brasileiro é Lucão, em 26º, com o mesmo número de sucessos que Lipe, mas aproveitamento pior. O problema, segundo o treinador, não é de hoje.

– No Brasil, os jogadores não sacam. O nível internacional é muito forte. O vôlei no país deu uma estacionada, não progredimos nesse fundamento. A inconsistência tem a ver com isso – avaliou Bernardinho.

Com oito pontos, o Brasil ocupa a terceira posição e luta para se classificar. A Polônia, com o mesmo número, mas melhor saldo de sets, está em segundo. A Itália lidera, com 19, e o Irã amarga a lanterna, com sete.

Como os italianos estão garantidos na fase final, por sediarem a etapa, o segundo e o terceiro colocado têm vaga assegurada. Hoje, os Irã enfrenta a Itália, às 11h30 (de Brasília), em Teerã.

O Brasil nas estatísticas da Liga Mundial

Pontuador

O ponteiro Lucarelli é o brasileiro que mais marcou pontos: aparece em quarto no ranking, com 110 pontos.

Defesa

Lucarelli é o melhor do Brasil no fundamento: é o quarto colocado nos números do torneio.

Ataque

Lucarelli também é o brasileiro mais bem posicionado nos número de ataque: é o oitavo na Liga.

Levantamento

Bruninho é o sexto melhor da Liga Mundial neste quesito.

Recepção

O líbero Mário Júnior é o nono colocado no fundamento.

Bloqueio

O melhor brasileiro é o central Sidão, em 10º. Ele marcou 17 pontos no fundamento até agora.