icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/11/2013
18:08

No terceiro evento aberto à imprensa da campanha da oposição para as eleições presidenciais do São Paulo em abril de 2014, na noite de terça-feira, o candidato à presidência, Kalil Abdalla Rocha, afirmou que a atual diretoria do clube teria levado "um grande número de conselheiros vitalícios" para o jogo desta quarta-feira, diante do Atlético Nacional (COL), pela Copa Sul-Americana. Pela declaração, mais de 70 pessoas estariam presentes. Em nota oficial, o Tricolor respondeu às acusações e disse que foram apenas sete.

Kalil ironizou o fato e declarou que havia visto o "avião do Faustão", em decorrência do número de conselheiros presentes. Em resposta, o São Paulo afirmou que foram apenas sete conselheiros, um número padrão que acompanha a delegação em viagens internacionanis. O clube também alegou que o voo de Santa Cruz de La Sierra (BOL) para Medellín (COL) foi fretado, para preservar comissão técnica, diretoria e jogadores. O trajeto de São Paulo até Santa Cruz de La Sierra não foi fretado.

O ex-superintendente de futebol Marco Aurélio Cunha faz parte da chapa SPFC Forte, grupo de oposição à próxima eleição. Pela situação, o presidente Juvenal Juvêncio apoia Carlos Miguel Aidar.

No último evento, realizado dia 15 de outubro, a oposição contou com a presença de quatro ex-presidentes do São Paulo, além de ídolos do clube como Careca e Dário Pereyra.