icons.title signature.placeholder Marcio Porto
06/11/2014
18:22

O São Paulo entrou em contato com a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) pedindo a liberação do lateral-esquerdo Alvaro Pereira dos amistosos contra Costa Rica e Chile, nos próximos dias 13 e 18 de novembro. A apresentação está marcada para a próxima segunda-feira e, se não for liberado, Alvaro Pereira perderá três importantes partidas do Tricolor.

Com a convocação, o uruguaio estaria fora do duelo contra o Internacional, agora marcado para a próxima quarta-feira, dia 12, o clássico contra o Palmeiras, dia 16, e, provavelmente, o primeiro jogo das semifinais da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional (COL), dia 19.

Isso porque no dia 18 o jogador estaria em Santiago, capital chilena, no amistoso contra os donos da casa. Para reforçar o São Paulo em Medellín, na Colômbia, teria de fazer uma viagem às pressas, algo parecido com o que fez recentemente.

Para enfrentar o Huachipato (CHI), no Chile, nas oitavas de final, Alvaro Pereira saiu dois dias antes de Omã, no Oriente Médio e se juntou ao grupo apenas no dia da partida, uma quarta-feira. Atuou como titular e ainda vestiu a braçadeira de capitão, cedida pelo goleiro Rogério Ceni como forma de gratificá-lo pelo esforço.

Com a maratona de jogos e os recorrentes desfalques, seja por suspensão ou lesão, o técnico Muricy Ramalho se preocupa com a participação de todos do elenco, por isso dá importância à presença de Alvaro. O Tricolor não está podendo contar com Rafael Toloi e Maicon, lesionados, além de Pato, aprimorando a parte física após lesão na coxa esquerda.

A Associação Uruguaia de Futebol não deu prazo para se pronunciar sobre a possível liberação, mas deve fazer isso até esta sexta-feira. No próximo domingo, o Tricolor enfrenta o Vitória, em Salvador, pelo Brasileiro. A equipe é vice-líder da competição, cinco pontos atrás do líder Cruzeiro.