icons.title signature.placeholder Bruno Grossi e Daniela Caravaggi
06/06/2014
08:30

São Paulo e Lucão demoraram para se entender, mas o zagueiro, enfim, renovou com o clube na última segunda-feira. E ao estender o vínculo do garoto até junho de 2019, o Tricolor deu o primeiro passo de projeto a longo prazo estipulado pela nova diretoria.

Antes de Lucão, o lateral-direito Auro, o zagueiro Rodrigo Caio, o meia Boschilia e os atacantes Ewandro e Ademilson já haviam renovado com time do Morumbi. Pupilos de Juvenal Juvêncio, o garotos de Cotia também são tratados com carinho pelo presidente Carlos Miguel Aidar e pelo vice de futebol Ataíde Gil Guerreiro.

– Estamos muito satisfeitos com o que os garotos têm apresentado. Não fosse isso, não teríamos investido para renovar. Temos que tratar a base como investimento, como algo que trará um retorno em campo e financeiro – exaltou Ataíde ao LANCE!Net.

O desejo de formar nova geração de jovens fez até com que o São Paulo desistisse de contratar o uruguaio Diego Lugano, mesmo que a atitude resultasse em protestos da torcida. Antes de comunicar a desistência, o vice garante que explicou e foi compreendido pelo capitão da seleção uruguaia na Copa do Mundo.

– As pessoas precisam entender. Também acho o Lugano um p... jogador, mas mas estaríamos desrespeitando nosso planejamento. Mataríamos o Lucão ou o Rodrigo Caio. Seria desvalorizar nosso patrimônio. A torcida pode me xingar, mas fiz o que deveria ser feito – disse o dirigente.