icons.title signature.placeholder Marcio Porto
26/12/2013
20:27

O atacante Aloísio está cada vez mais perto de atuar no futebol chinês em 2014. O LANCE!Net apurou que o São Paulo já aceitou a proposta do Shandong Luneng e a liberação do jogador depende apenas do acerto financeiro dele com seu provável novo clube, que será treinado por Cuca.

A oferta salarial da China é muito superior ao que o atacante recebe no São Paulo e, por isso, ele está inclinado a aceitar a transferência. Os representantes do jogador são a favor da negociação e conversam com ele para concretizar os últimos detalhes da venda, que deve ser fechada até o fim do ano.

O São Paulo deve ficar com metade da grana dos chineses. A proposta do Luneng é de cerca de 5 milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões). A fatia do Tricolor será formada com uma manobra permitida pelo contrato firmado no fim do ano passado, quando Aloísio foi anunciado como reforço.

O Tricolor comprou 20% dos direitos econômicos do Tombense-MG, clube do empresário Eduardo Uram, agente de Aloísio, e deve comprar mais 30% para repassar parte maior ao Luneng. Os outros 50% vão ficar com os representantes de Aloísio.

A possibilidade firmada em contrato deixou o jogador irritado, porque ele considerou que a diretoria estava só visando lucrar com ele.

Aloísio fez uma boa temporada, sendo o recordista de jogos do elenco, 71, e artilheiro do time ao lado de Luis Fabiano, com 22 gols. Mas o desempenho não foi suficiente para cavar um lugar no elenco para o ano que vem e a diretoria já admite sua saída.

– No contrato, existe uma cláusula que determina a liberação caso apareça uma proposta que atinja o valor estipulado – explicou o vice-presidente João Paulo de Jesus Lopes, à Rádio Globo.