icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/11/2014
13:03

Além da alegria por mais uma vitória que mantém o São Paulo vivo no Campeonato Brasileiro, o fim do jogo do último domingo contra o Vitória deixou evidente o cansaço dos jogadores. Nas entrevistas, Ganso e Souza desabafaram contra o desgaste físico. Depois, Kaká reapareceu no gramado para treinar, reforçando a preocupação da comissão técnica com o estado de seus atletas.

Desde que chegou ao Morumbi em julho, Kaká tem sido submetido a preparação especial para não se lesionar. Seguindo a programação, o meia começou o confronto com o Leão da Barra em Salvador no banco de reservas, e ainda assim entrou para definir a vitória por 2 a 1. Para chegar pronto ao duelo com o Internacional na quarta-feira, o craque fez trabalhos físicos com o preparador Zé Mário Campeiz quando o Barradão já estava vazio.

- O time está todo desgastado, jogando no limite. Alguns jogadores entraram e o Kaka fez a diferença. A gente tenta ajudar os jovens e tomar a responsabilidade para si - analisou Paulo Henrique Ganso.

Para Souza, o São Paulo já está se acostumando ao desgaste físico. A estratégia tem sido controlar mais a bola e escolher o momento certo para atacar. Além disso, Muricy Ramalho promoveu revezamento de jogadores contra o Vitória e, assim, o meia Michel Bastos e o centroavante Alan Kardec puderam descansar mais, como Kaká.

- O São Paulo suportou uma proposta de jogo. Pelo desgaste, saímos no contra-ataque. No primeiro tempo conseguimos manter a posse. No segundo, tomamos um gol indefensável e mesmo assim continuamos a tentar a vitória. Dá orgulho de jogar nessa equipe. No fim do campeonato conseguir duas vitórias fora de casa é muito difícil - afirmou Souza.