icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/12/2013
18:54

Nas despedidas do técnico Claudinei Oliveira e do zagueiro Durval, o Santos ignorou o sonho do Goiás de conquistar uma vaga na Copa Libertadores de 2014 e venceu o duelo por 3 a 0, neste domingo, no Serra Dourada, válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Cícero e Montillo, duas vezes, foram os autores dos gols.

Com os três pontos, o Peixe pulou para a 7ª colocação e confirmou de vez o posto de melhor equipe paulista na competição, na frente de São Paulo, Corinthians, Portuguesa e Ponte Preta. O Esmeraldino, por sua vez, foi ultrapassado por Botafogo e Vitória, caiu para a 6ª colocação e, para piorar, ficou fora do torneio sul-americano.

O JOGO

Apesar de jogar em casa e precisar da vitória para sonhar com uma vaga na Libertadores, o Goiás sofreu com a pressão do Santos nos primeiros minutos da partida. Veloz, o meio campo do Peixe deu trabalho aos marcadores. A superioridade santista foi confirmada logo aos cinco minutos. Após troca de passes no ataque, Arouca cruzou na área e Cícero, livre de marcação, abriu o placar no Serra Dourada.

O gol do Santos acordou os jogadores do Goiás. Com apoio de Walter, que se deslocou do ataque para ajudar na criação e até mesmo na marcação, a equipe da casa cresceu no duelo e, vez ou outra, assustou o goleiro Aranha.

Mas do que adianta ser superior e o gol não sair? Pois é. O Goiás tentou, tentou, e tentou, mas foi o Peixe que novamente balançou as redes. Aos 45 minutos, Thiago Ribeiro recebeu a bola dentro da área e tocou para trás. Montillo, sem pensar duas vezes, arriscou um forte chute e venceu o goleiro Renan: 2 a 0.

Atrás do placar, o Goiás começou o segundo tempo com duas mudanças: Léo Bonatini e Roni nas vagas de Eduardo Sasha e Dudu Cearense, respectivamente. A alteração dupla surtiu efeito e os goianos foram para cima dos paulistas. Aos seis minutos, o Esmeraldino por pouco não diminuiu. Rodrigo cobrou falta, Aranha não encaixou a bola, que sobrou para Vitor. O lateral-direito, no entanto, chutou por cima e perdeu a chance de fazer o gol.

Sem forças para buscar o empate, o técnico Enderson Moreira foi para tudo ou nada aos 20 minutos e queimou a última substituição: Wellington Júnior no lugar Renan Oliveira. Ainda assim, o Santos seguiu levando perigo ao gol de Renan.

Aos 31 minutos, o banho de água fria no time de casa. Com espaço de sobra, Geuvânio entrou em velocidade na defesa alviverde e rolou a bola para Montillo. O meia argentino, assim como no primeiro gol, chutou forte e fez o terceiro gol do Santos no duelo.

Com três gols no placar e a tranquilidade dentro de campo, o Santos apenas controlou a partida nos últimos finais. Pior para o Goiás, que perdeu dentro do Serra Dourada e, de quebra, deu adeus à Libertadores de 2014.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0 X 3 SANTOS

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data-Hora: 8/12/2013 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (Fifa-SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
GOLS: Cícero (5'/1ºT) e Montillo (44'/1ºT e 31'/2ºT)
CARTÕES AMARELOS: Gustavo Henrique e Durval (Santos)
CARTÃO VERMELHO: Hugo (Goiás)
RENDA/PÚBLICO: Não disponíveis

GOIÁS: Renan, Vítor, Ernando, Rodrigo e William Matheus; Amaral, Dudu Cearense (Ramon - intervalo), Eduardo Sasha (Roni - intervalo), Hugo e Renan Oliveira (Wellington Júnior - 21'/2ºT); Walter. Técnico: Enderson Moreira.

SANTOS: Aranha, Cicinho, Gustavo Henrique, Durval e Mena (Emerson - 25'/1ºT); Alison (Alan Santos - 27'/2ºT), Arouca, Cícero e Montillo; Thiago Ribeiro (Everton Costa - 33'/2ºT) e Geuvânio. Técnico: Claudinei Oliveira.