icons.title signature.placeholder Marcio Porto
icons.title signature.placeholder Marcio Porto
17/07/2013
18:52

Depois de virar titular da equipe e marcar seu primeiro gol com a camisa do Santos, o meia Leandrinho, de 19 anos, ganhou mais um motivo para comemorar: seu contrato, que vence em abril do ano que vem, está perto de ser renovado. Os dirigentes do Peixe já deixaram apalavrado com os empresários do jogador um novo vínculo com duração de quatro anos.

Leandrinho virou titular da equipe com a entrada do técnico Claudinei Oliveira, que o comandou na base, e se destacou, marcando um golaço no empate por 1 a 1 contra o Crac-GO, pela Copa do Brasil. Até pela boa fase, a intenção do Peixe era fechar o novo contrato ainda esta semana, mas o representante do meia terá de fazer uma viagem e o martelo deve ser batido no início do mês que vem.

Os direitos econômicos do jogador estão divididos entre 70% do clube e 30% da BWA, e a tendência é que as porcentagens sejam mantidas. Mesma situação do volante Alison, de 20 anos, que também ganhou força com a entrada de Claudinei - na goleada sobre a Portuguesa, no último sábado, ele entrou no segundo tempo. Também representado pela BWA, Alison tem vínculo até outubro, mas o contrato também deve ser renovado por quatro anos assim que o representante do jogador retornar de viagem.

As duas renovações vão ao encontro da política do Santos de segurar alguns talentos da base. Nesta quarta-feira, o clube oficializou a compra dos direitos federativos do zagueiro Jubal, de 19 anos. O jogador também acertou um contrato de quatro anos após um imbróglio envolvendo o Vila Nova-GO.

Depois de virar titular da equipe e marcar seu primeiro gol com a camisa do Santos, o meia Leandrinho, de 19 anos, ganhou mais um motivo para comemorar: seu contrato, que vence em abril do ano que vem, está perto de ser renovado. Os dirigentes do Peixe já deixaram apalavrado com os empresários do jogador um novo vínculo com duração de quatro anos.

Leandrinho virou titular da equipe com a entrada do técnico Claudinei Oliveira, que o comandou na base, e se destacou, marcando um golaço no empate por 1 a 1 contra o Crac-GO, pela Copa do Brasil. Até pela boa fase, a intenção do Peixe era fechar o novo contrato ainda esta semana, mas o representante do meia terá de fazer uma viagem e o martelo deve ser batido no início do mês que vem.

Os direitos econômicos do jogador estão divididos entre 70% do clube e 30% da BWA, e a tendência é que as porcentagens sejam mantidas. Mesma situação do volante Alison, de 20 anos, que também ganhou força com a entrada de Claudinei - na goleada sobre a Portuguesa, no último sábado, ele entrou no segundo tempo. Também representado pela BWA, Alison tem vínculo até outubro, mas o contrato também deve ser renovado por quatro anos assim que o representante do jogador retornar de viagem.

As duas renovações vão ao encontro da política do Santos de segurar alguns talentos da base. Nesta quarta-feira, o clube oficializou a compra dos direitos federativos do zagueiro Jubal, de 19 anos. O jogador também acertou um contrato de quatro anos após um imbróglio envolvendo o Vila Nova-GO.