icons.title signature.placeholder Bruno Giufrida
19/11/2013
12:30

Desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado por pontos corridos, em 2003, o Santos foi campeão apenas uma vez. Nestes dez anos, além de ter conquistado o título em 2004, o Peixe variou entre boas e más campanhas, com vagas para a Libertadores e quase sendo rebaixado para a Série B.

Em 2013, com 35 rodadas disputadas, o Alvinegro não tem mais grandes objetivos no Brasileirão. Na 10ª colocação na tabela, o time do técnico Claudinei Oliveira não possui chances de chegar ao G4 e já garantiu a permanência na Série A. Agora, a equipe busca os 46,5% de aproveitamento para igualar a campanha de 2012, com Muricy Ramalho.

Essa foi situação, contudo, se repete desde 2009. Nos últimos quatro anos, o Santos não desempenhou bom papel e chegou às últimas rodadas da competição sem almejar qualquer conquista. A melhor colocação foi o oitavo lugar, em 2010 e 2012. Em 2009 e 2011, respectivamente, o Peixe ficou em 12º e 10º.

Anteriormente, entretanto, a vida do Alvinegro quase se complicou no Brasileirão. Em 2008, uma campanha pífia quase resultou no rebaixamento para a Série B. Com 45 pontos conquistados, a equipe da Vila Belmiro ficou na 15ª colocação, apenas duas à frente da zona de rebaixamento, e teve apenas 39,5% de aproveitamento – o menor nos dez anos de disputa.

Na primeira temporada em que o Campeonato Brasileiro foi decidido em pontos corridos, o Santos só não foi campeão por causa da campanha quase perfeita do Cruzeiro, que levantou o troféu. Com 63% de aproveitamento, ficou com a vice-liderança, com 89 pontos ganhos.

No ano seguinte, o grito de “é campeão” saiu da garganta dos santistas. Com 64,5% de aproveitamento, o Peixe superou diversas perdas de mando de campo e a ausência do Robinho, que não atuou em diversos jogos por causa do sequestro de sua mãe, para conquistar o título com 89 pontos ganhos.

Desde então, o Alvinegro não chegou mais ao título. Nestes nove anos, depois de 2004, porém, o time da Vila Belmiro teve boas campanhas. Em 2006 e 2007, por exemplo, o Santos se classificou para a Libertadores, com o quarto e segundo lugar, respectivamente. Em 2005, a goleada por 7 a 1 para o Corinthians marcou o ano do Peixe, que ficou no 10º lugar do Brasileirão.