icons.title signature.placeholder Russel Dias
02/07/2014
07:03

O Santos iniciou uma “limpeza” no elenco e, consequentemente, um enxugamento na folha salarial. Após rescindir com o meia-atacante Breitner, que se foi para o Mineros de Gauana (VEN), foi a vez de Anderson Carvalho, volante revelado na base, acertar com o Boavista (POR).

O primeiro havia sido emprestado ao Boa Esporte (MG), mas retornou antecipadamente, e pediu desligamento do clube. Já o segundo treinava com o grupo, mas foi relacionado apenas para duas partidas no ano, e aceitou a proposta de fora, depois de amigavelmente se desvincular do clube e se despedir.

Juntando esses dois cortes no elenco, o Peixe já economiza por mês aproximadamente R$ 100 mil.

Além destes, Pedro Castro, que estava cedido ao Espanyol (ESP), deve retornar ao Brasil, e ser repassado ao Paraná, onde está o volante Lucas Otávio, cedido por empréstimo para adquirir experiência.

Mas a "faxina" não deve terminar agora. O Comitê de Gestão pediu para o técnico Oswaldo de Oliveira avaliar alguns nomes que não estão sendo aproveitados para definir se vai negociá-los ou não em breve.

Na viagem a São José dos Campos ficaram fora e permaneceram treinando no CT Rei Pelé os zagueiros Rafael Caldeira e Walace, e o lateral-direito Crystian, todos oriundos da base do Santos e que já jogaram por outros clubes recentemente.

O argentino Patito Rodriguez, que voltou na semana passada, também passará pela avaliação do técnico para saber se fica ou sai do clube.

No momento, Oswaldo tem à disposição 37 jogadores, sendo que este número deve diminuir em breve, já que Victor Andrade, que tem contrato até o dia 30 de setembro, deve ir para o Benfica. O atacante Giva é outro que pode ser negociado em breve.