icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci e Eduardo Mendes
28/11/2013
06:10

Sem sucesso na repatriação do atacante Robinho, o Santos decidiu voltar-se a outro ex-Menino da Vila. O meia Diego, de 28 anos, é uma das prioridades do clube para a próxima temporada. O jogador tem vínculo com o Wolfsburg, da Alemanha, até o meio do ano que vem e pode assinar um pré-contrato em janeiro. Mas o Peixe acredita que pode contratá-lo já para o início de 2014.

Há cerca de um mês a diretoria alvinegra iniciou conversas com Djair Ribas, pai do atleta, e ouviu uma notícia animadora: Ribas acredita que pode conseguir a liberação de Diego por uma compensação considerada barata ou até mesmo sem custos. No entanto, os alemães estabeleceram que só irão liberá-lo por 4 milhões de euros, cerca de R$ 11,5 milhões.

O meia ainda sonha em disputar a Copa do Mundo de 2014, mas sabe que não tem muito tempo para convencer o técnico Luiz Felipe Scolari. Jogar no Brasil poderia lhe atrair mais visibilidade e, principalmente, clamor da torcida e da imprensa. Em entrevista recente ao LANCE!Net, publicada em 12 de novembro, ele disse que não descarta uma volta ao Brasil.

- Sempre abrimos as portas. A gente tem interesse no Diego. Hoje ele tem um contrato muito bom. O Wolfsburg não solta ele antes do fim do contrato, apenas por dinheiro. Ele tem história e gostaríamos que um dia ele voltasse - disse o presidente em exercício do Santos, Odílio Rodrigues.

Recentemente, jornais da Inglaterra especularam que Diego estaria na mira de clubes do país, mas nenhuma oferta foi feita até agora. Uma possível concorrência internacional tornaria muito difícil a contratação dele pelo Peixe. Contudo, o fato de a janela de transferências europeia ser menos agitada em janeiro (meio da temporada no Velho Continente) dá esperança aos santistas.

Nos últimos anos, por diversas vezes o Santos cogitou a contratação do ex-camisa 10, mas nunca obteve sucesso. O alto preço exigido pelo clube alemão sempre foi um empecilho para a realização do sonho. Outras equipes brasileiras, como Flamengo e São Paulo, também fracassaram na busca pelo armador. Agora, porém, o cenário é diferente.

Reveja! Só pintura! Diego marca golaços na Liga Alemã
 

A diretoria alvinegra tenta montar um time forte para 2014 e aposta na contratação de grandes nomes, perfil no qual se encaixam Diego e o atacante chileno Vargas, outro que negocia com o Peixe. O fato de ser um ano eleitoral aumenta a preocupação da cúpula do clube. O atual presidente, Odílio Rodrigues, não descarta usar uma brecha estatutária para tentar a reeleição. Mesmo que não se candidate, ele tentará emplacar um sucessor e sabe que o desempenho em campo no próximo ano será decisivo no resultado das urnas.


Djair Ribas não atendeu aos contatos da reportagem do LANCE!Net.