icons.title signature.placeholder Russel Dias
22/04/2014
10:00

Desde que o Atlético-PR afastou o zagueiro Manoel, há cerca de dez dias, o Santos se articula nos bastidores para tentar sua contratação. Porém, com uma multa rescisória estimada em R$ 20 milhões, o clube necessita de um parceiro para dar aporte financeiro. Assim como fez com Leandro Damião e Lucas Lima, o Doyen Sports seria a primeira opção, mas o fundo de investimentos maltês ainda não confirmou que dará aval na negociação.

Com Edu Dracena e Gustavo Henrique no departamento médico até depois da Copa do Mundo e com a provável lesão de Neto, o ex-camisa 3 do Atlético-PR é a bola da vez do Peixe, que já autorizou o superintendente de esportes André Zanotta a cuidar da negociação com o atleta. O perfil do jogador agrada também o Doyen, já que Manoel tem 24 anos de idade e poderia render lucro caso seja negociado no futuro.

No seu atual clube, o defensor foi afastado por indisciplina logo após a eliminação da Libertadores, logo após à rescisão de contrato do atacante Adriano.

Para a posição, o Santos acertou com Bruno Uvini, que está emprestado pelo Napoli (ITA) até o fim deste ano. Na última janela de transferências, o Peixe tentou um acerto com o argentino Fernando Tobio, também zagueiro, que atua no Vélez Sarsfield (ARG). Porém, o estrangeiro se lesionou, e seus agentes não entraram em um acordo com o clube.