icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
09/07/2013
07:25

O Santos intensificou ontem as conversas com o Milan (ITA) para acertar a contratação de Robinho. A diretoria alvinegra procurou os italianos afim de tentar diminuir ainda mais a pedida pelo atacante. O negócio segue indefinido, mas as partes estão otimistas quanto a um desfecho positivo (e rápido), já que todos desejam que a transferência aconteça.

Como o jogador tem apenas mais um ano de contrato, os rossoneros desejam vendê-lo. Além disso, contam com o dinheiro da transação para reforçar o elenco.

Robinho também se esforça para que sua volta à Vila Belmiro aconteça e, até por isso, aceitou reduzir seu salário. Ele confia que, se jogar bem no Peixe, pode brigar por espaço na Seleção. O sonho de disputar a Copa do Mundo do ano que vem, no Brasil, ainda segue vivo.

O negócio, no entanto, não é tão fácil quanto parece. O Santos não está disposto a pagar os cerca de R$ 23 milhões que o Milan pede e também tenta parcelar o valor.

Mesmo assim, a imprensa italiana dá o negócio como quase certo. O diário “Gazzetta dello Sport”, por exemplo, publicou que o atacante está “a um passo” de voltar ao Peixe. Dirigentes italianos também mostram muito otimismo no acordo.

– Robinho é feliz aqui, mas quer voltar para casa, que é o Santos. Estamos conversando – afirmou, nesta segunda-feira, Adriano Galliani, homem forte do futebol rossonero, em coletiva.

A novela se aproxima de um final também pois a janela de transferências internacionais está próxima de se fechar. Clubes brasileiros podem contratar jogadores de times do exterior apenas até próximo dia 20.

Havendo acordo entre as equipes, o acerto entre Santos e Robinho deve acontecer sem grandes problemas.

Analistas elegem os mais cotados para assumir o Vasco

O Santos intensificou ontem as conversas com o Milan (ITA) para acertar a contratação de Robinho. A diretoria alvinegra procurou os italianos afim de tentar diminuir ainda mais a pedida pelo atacante. O negócio segue indefinido, mas as partes estão otimistas quanto a um desfecho positivo (e rápido), já que todos desejam que a transferência aconteça.

Como o jogador tem apenas mais um ano de contrato, os rossoneros desejam vendê-lo. Além disso, contam com o dinheiro da transação para reforçar o elenco.

Robinho também se esforça para que sua volta à Vila Belmiro aconteça e, até por isso, aceitou reduzir seu salário. Ele confia que, se jogar bem no Peixe, pode brigar por espaço na Seleção. O sonho de disputar a Copa do Mundo do ano que vem, no Brasil, ainda segue vivo.

O negócio, no entanto, não é tão fácil quanto parece. O Santos não está disposto a pagar os cerca de R$ 23 milhões que o Milan pede e também tenta parcelar o valor.

Mesmo assim, a imprensa italiana dá o negócio como quase certo. O diário “Gazzetta dello Sport”, por exemplo, publicou que o atacante está “a um passo” de voltar ao Peixe. Dirigentes italianos também mostram muito otimismo no acordo.

– Robinho é feliz aqui, mas quer voltar para casa, que é o Santos. Estamos conversando – afirmou, nesta segunda-feira, Adriano Galliani, homem forte do futebol rossonero, em coletiva.

A novela se aproxima de um final também pois a janela de transferências internacionais está próxima de se fechar. Clubes brasileiros podem contratar jogadores de times do exterior apenas até próximo dia 20.

Havendo acordo entre as equipes, o acerto entre Santos e Robinho deve acontecer sem grandes problemas.

Analistas elegem os mais cotados para assumir o Vasco