icons.title signature.placeholder Bruno Andrade
31/03/2014
13:33

Odílio Rodrigues, presidente em exercício do Santos, chamou de "bandidos" e "marginais" os torcedores santistas que tentaram invadir o camarote da diretoria do Penapolense durante a semifinal do Paulistão na Vila Belmiro no último domingo à tarde.

- Assim que soube disso (invasão), liguei para o Nilso (Moreira, presidente do Penapolense) para pegar detalhes do que havia acontecido. É um absurdo o que aconteceu no camarote do Penapolense. O Santos não compactua com a violência, não compactua com esses torcedores que, na verdade, são marginais, são bandidos. A gente quer eliminar este tipo de gente do futebol - declarou o dirigente do peixe, após participar do Conselho Técnico do Paulistão nesta segunda-feira.

Além de prestar solidariedade aos cartolas do time de Penápolis e criticar os agressores, a diretoria do Peixe já colocou à disposição da polícia as imagens das câmeras de segurança do camarote.

- Queremos identificar as pessoas que invadiram o camarote. As autoridades vão ter acesso ao nosso sistema de segurança. Volto a dizer: isso é um absurdo - complementou.

De acordo com primeiros relatos de Nilso Moreira, presidente do Penapolense, cerca de dez torcedores do Santos tentaram arrombar a porta do camarote com cabos de vassoura. Eles ainda quebraram alguns objetos no local e só foram contidos por causa da atuação imediata de três seguranças particulares do time do interior paulista.