icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci e Marcelo Braga
19/11/2013
09:05

A arrecadação com venda de camisas do Santos deve chegar a R$ 22 milhões no fim do ano, apenas um milhão a menos do que foi faturado em 2012, quando venceu o Paulistão e a Recopa com Neymar.

É esse o valor projetado em relatório feito pela Netshoes, parceira do clube responsável pela distribuição das camisas fabricadas pela Nike, que o LANCE!Net teve acesso.

Apesar da queda, o valor supera em quatro milhões o alcançado em 2011, ano da conquista da Copa Libertadores, quando a fornecedora de material esportivo era a Umbro.

A comemoração maior, porém, é pela aparente melhora no problema de distribuição das camisas, ao menos no estado de São Paulo, onde se concentra a torcida santista.

Por conta de uma disputa comercial, a Netshoes deixou de entregar produtos para a Centauro, uma das maiores lojas do ramo. Torcedores costumavam reclamar da dificuldade encontrar produtos licenciados.

A solução foi abastecer lojas concorrentes nos mesmos bairros ou centros comerciais para que o torcedor encontre o que busca. De 44 shoppings no estado com lojas Centauro, em 30 (68%) há a opção de adquirir o produto em uma ou mais concorrentes. Além disso, há 42 pontos de venda espalhados pela Grande São Paulo, litoral e interior onde é possível comprar produtos oficiais.

- Estamos fazendo reuniões semanais e já resolvemos boa parte do problema. Creio que está 99% solucionado. Nossa meta agora é expandir a rede de lojas e aumentar o número de produtos licenciados - disse o gerente de marketing o Peixe, Fernando Montanha.

O Santos atulmente tem três lojas oficias (uma na Vila Belmiro, uma na Alameda Lorena e outra na Rua Augusta, ambas na capital). A expectativa é ter 38 franquias até 2015, em parceria com a Meltex.