icons.title signature.placeholder Marcelo Braga
10/11/2013
07:07

O Santos ainda não desistiu de contratar Marlone para 2014, mas admite internamente que os valores fugiram do controle e que estão bem acima do que foi oferecido para os agentes do jogador, com quem a diretoria já conversa há um mês.

A sensação era que o negócio estava muito bem encaminhado, mas que a exposição na imprensa e o interesse de outros clubes fizeram com que o atleta se valorizasse muito, a ponto de o clube não ter mais condição de pagar o que se pede na contra-proposta realizada.

A entrada do Corinthians no negócio é vista com certa desconfiança, como uma forma de elevar o preço do atacante e dificultar a contratação do Peixe. Assim, o clube da capital pode não contratá-lo também, mas ao menos cumpre o seu papel de atrapalhar o rival.

Com 60% dos direitos econômicos e com contrato com o jogador de 21 anos até o fim de 2015, o Vasco negocia a renovação. Hoje, a multa rescisória do atleta é considerada baixa para o mercado brasileiro, de “apenas” cerca de R$ 6,2 milhões. Neste domingo, ele será titular do clube cruz-maltino contra o Peixe, às 19h30, no Maracanã.

- Não é legal ficar falando de Marlone. É um jogador que tem história. Conheço desde a base, tem convocações para a seleção de base, mas não é o momento correto de falar, nem eticamente. Deixar ele fazer o trabalho dele lá. Se tiver algo, os clubes que se entendam - disse o técnico Claudinei Oliveira.