icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/07/2013
13:30

Colocado na mira de alguns outros clubes europeus, o atacante Sánchez, do Barcelona, garante que continua motivado no time, apesar da concorrência. Se na temporada passada, ele brigava com David Villa e Tello para ser o atacante pelo lado esquerdo, agora ele ainda vai ter que disputar com Neymar, enquanto o maior artilheiro da seleção espanhola deixou a Catalunha.

- Confio em minha qualidade, mas tenho que seguir lutando pelo posto. Enfim, Neymar chegar. Estamos contentes no clube, pois esperamos que ele nos ajudar a conseguir êxitos - disse o atacante chileno, que é muito admirado por Gerardo Martino, novo técnico do Barcelona.

Ele ainda falou sobre o antecessor de Tata, o espanhol Tito Vilanova. O ex-técnico teve que pedir licença médica para cuidar de um câncer na garganta.

- Tito deu tudo por este clube e é muito importante para nós. Quando soubemos que iria ter que sair, ficamos destroçados - explicou Sánchez já em Gdansk, aonde o Barcelona enfrente o Lechia nesta terça-feira em partida amistosa que marca a estreia de Neymar.

Colocado na mira de alguns outros clubes europeus, o atacante Sánchez, do Barcelona, garante que continua motivado no time, apesar da concorrência. Se na temporada passada, ele brigava com David Villa e Tello para ser o atacante pelo lado esquerdo, agora ele ainda vai ter que disputar com Neymar, enquanto o maior artilheiro da seleção espanhola deixou a Catalunha.

- Confio em minha qualidade, mas tenho que seguir lutando pelo posto. Enfim, Neymar chegar. Estamos contentes no clube, pois esperamos que ele nos ajudar a conseguir êxitos - disse o atacante chileno, que é muito admirado por Gerardo Martino, novo técnico do Barcelona.

Ele ainda falou sobre o antecessor de Tata, o espanhol Tito Vilanova. O ex-técnico teve que pedir licença médica para cuidar de um câncer na garganta.

- Tito deu tudo por este clube e é muito importante para nós. Quando soubemos que iria ter que sair, ficamos destroçados - explicou Sánchez já em Gdansk, aonde o Barcelona enfrente o Lechia nesta terça-feira em partida amistosa que marca a estreia de Neymar.