icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
24/12/2013
08:10

A Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) e a Federação Internacional (IHF, em inglês) estão em vias de acertar uma forma de sanar a dívida contraída pela entidade nacional por conta do Mundial Feminino de 2011. O país receberá três grandes torneios nos próximos anos que auxiliarão no pagamento do que é devido para a IHF.

A CBHb tomou um empréstimo com a IHF de 3,3 milhões de francos suíços (cerca de R$ 7,2 mi) para realizar o torneio em 2011. Como não conseguiu quitar a dívida, chegou a ser ameaçada de suspensão de torneios internacionais.

Mas, de acordo com Leon Kalin, esloveno que preside a Comissão Organizadora do Competições da IHF, ficou acertada na reunião do conselho da entidade, no último sábado, que o Brasil receberá o Mundial Junior Masculino de Handebol de 2015 e os Mundiais Masculino e Feminino de Beach Handebol de 2014.

A CBHb aceitou custear os campeonatos e espera que, com o dinheiro arrecadado com patrocínios destes torneios, consiga quitar a dívida.

– O Brasil está no caminho para resolver este problema. O que confirma este fato é que tivemos a reunião do conselho da IHF no sábado, aqui em Belgrado, e cedemos ao Brasil o direito de sediar três Campeonatos Mundiais. Estamos em um ótimo processo para resolver os nossos problemas com a federação brasileira – afirmou Leon Kalin, ao L!Net.

O membro da IHF preferiu não revelar onde será realizado o Mundial Junior de 2015, mas disse que os torneios de beach handebol terão sede no Rio Grande do Sul.

Procurada pela reportagem do L!Net para comentar o caso, a cúpula da CBHb não se pronunciou até o fechamento desta edição. O presidente, Manoel Luiz Oliveira, esteve em Belgrado, onde acompanhou o título da equipe verde e amarela.