icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/11/2014
17:24

Convocado pela seleção do Chile para amistosos contra Uruguai e Venezuela, nesta sexta-feira e também na próxima terça, o meia Valdivia pode ser liberado do segundo jogo atendendo a um pedido do Palmeiras. O camisa 10 seria desfalque no clássico deste domingo, contra o São Paulo, e por isso a diretoria do clube brasileiro solicitou a liberação. Nesta quinta, em entrevista coletiva concedida em Santiago, o técnico Jorge Sampaoli admitiu a possibilidade de dar aval ao pedido palmeirense, dependendo do rendimento do meia contra o Uruguai.

- Como treinador, somos nós que decidimos. Se nós acreditarmos que basta vê-lo em uma partida, liberaremos. Mas precisamos saber as necessidades da seleção, e isso será avaliado depois da primeira partida, dependendo de quanto o grupo necessita do Valdivia para os dois encontros - afirmou, antes de elogiar as condições físicas do Mago após a convocação:

- Não encontramos um jogador com as características dele, e a forma física é muito boa. Até diria que melhor do que no Mundial. Se ele está entusiasmado, está forte. Tomara que tudo que está fazendo em seu clube se repita aqui, onde ele é mais uma opção, um jogador com grande leitura de jogo. É bom poder usá-lo agora e avaliar o que ele pode nos oferecer de acordo com as necessidades do time - avaliou Sampaoli.

Após a eliminação chilena na Copa do Mundo, Valdivia anunciou sua aposentadoria da seleção. Depois de uma transferência frustrada para o futebol do Qatar, o meia voltou à atividade no Palmeiras e avisou que ficaria novamente à disposição da comissão técnica do Chile para futuras convocações.

O Palmeiras teve seu camisa 10 sábado, na derrota por 2 a 0 para o Atlético-MG, e torce para tê-lo de volta no clássico de domingo, às 19h30, no Morumbi, contra o São Paulo.