icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
27/06/2014
16:55

Neymar é a maior preocupação do treinador do Chile, mas não merecerá marcação individual na partida deste sábado, às 13h, no Mineirão. Foi isso que Jorge Sampaoli deixou claro na tarde desta sexta-feira, em entrevista coletiva no estádio.

O comandante da seleção chilena rasgou elogios ao camisa 10 da Seleção Brasileira, mas negou qualquer intenção de 'perder' um dos seus jogadores para que o mesmo faça marcação exclusiva, em todos os lugares do gramado.

- Respeitamos e ficaremos atentos ao Neymar, mas não com marcação individual, mas coletiva. Ele está fazendo um grande Mundial, tem virtudes reconhecidas em todas as partes do mundo. Estaremos bem presentes em cada movimento dele - afirmou Jorge Sampaoli.

Apesar dos elogios rasgados ao camisa 10 do Brasil, o treinador chileno fez questão de lembrar da qualidade coletiva da equipe de Luiz Felipe Scolari, com ênfase para o setor defensivo.

- É forte defensivamente, com os dois melhores zagueiros (David Luiz e Thiago Silva) do mundo, tem Neymar com suas variantes, será um rival complicado. Temos de repetir o desempenho que apresentamos contra a Espanha, uma das melhores equipes da Copa - afirmou Sampaoli, lembrando da vitória na estreia, por 2 a 0, no Maracanã.

O treinador argentino da seleção chilena evitou polêmicas. Questionado sobre o tema arbitragem, alvo de preocupação de Alexis Sanchéz, preferiu não falar nada:

- Nunca falei do tema, isso não me preocupa. Me preocupa mais o Brasil, seu treinador, seus jogadores...- avisou.

Jorge Sampaoli não quis confirmar a equipe titular, mas garantiu que Arturo Vidal vai para o jogo, mas deixou em dúvida a presença de Gary Medel.

- Se fosse hoje (sexta-feira) ele não iria. Mas é um jogador que tem boa recuperação e tudo pode acontecer até a hora do jogo - finalizou.