icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2013
21:32

Na base da raça, o Salgueiro (PE) conseguiu o empate por 1 a 1 com o Criciúma, nesta quarta-feira, no Heriberto Hülse, e chegou às oitavas de final da Copa do Brasil pela primeira vez em sua história.

O adversário da próxima fase ainda não é conhecido, pois no novo formato da competição, que inclui os times que disputaram a Libertadores neste ano, os confrontos serão definidos por sorteio.

O JOGO

Empurrado pela torcida, o Criciúma se impôs no início do jogo. O ímpeto ofensivo, no entanto, parava na defesa do Salgueiro, que estava bem postada em campo e impedia a criação de chances claras.

Em uma partida em que a troca de passes era difícil, a solução foi a bola parada. Aos 35, Ivo cobrou escanteio e Matheus Ferraz cabeceou para ótima defesa de Mondragon, mas Fábio Ferreira pegou o rebote e abriu o placar para o Tigre.

Na segunda etapa, o Criciúma continuou martelando em busca de um gol que desse tranquilidade à equipe, pois o empate por 1 a 1 classificaria os pernambucanos. Porém, o Tigre não conseguiu ampliar e viu o Salgueiro crescer na partida.

A partir dos 20 minutos, o jogo mudou e o time pernambucano começou a pressionar. O goleiro Bruno conseguiu evitar o empate em chutes de Moreilândia e Yerien. Porém, o castigo pelo recuo do Tigre estava guardado. Aos 41, Fabrício Ceará empatou e garantiu um feito histórico para o Salgueiro.

Na base da raça, o Salgueiro (PE) conseguiu o empate por 1 a 1 com o Criciúma, nesta quarta-feira, no Heriberto Hülse, e chegou às oitavas de final da Copa do Brasil pela primeira vez em sua história.

O adversário da próxima fase ainda não é conhecido, pois no novo formato da competição, que inclui os times que disputaram a Libertadores neste ano, os confrontos serão definidos por sorteio.

O JOGO

Empurrado pela torcida, o Criciúma se impôs no início do jogo. O ímpeto ofensivo, no entanto, parava na defesa do Salgueiro, que estava bem postada em campo e impedia a criação de chances claras.

Em uma partida em que a troca de passes era difícil, a solução foi a bola parada. Aos 35, Ivo cobrou escanteio e Matheus Ferraz cabeceou para ótima defesa de Mondragon, mas Fábio Ferreira pegou o rebote e abriu o placar para o Tigre.

Na segunda etapa, o Criciúma continuou martelando em busca de um gol que desse tranquilidade à equipe, pois o empate por 1 a 1 classificaria os pernambucanos. Porém, o Tigre não conseguiu ampliar e viu o Salgueiro crescer na partida.

A partir dos 20 minutos, o jogo mudou e o time pernambucano começou a pressionar. O goleiro Bruno conseguiu evitar o empate em chutes de Moreilândia e Yerien. Porém, o castigo pelo recuo do Tigre estava guardado. Aos 41, Fabrício Ceará empatou e garantiu um feito histórico para o Salgueiro.