icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
08/12/2013
21:26

A vitória deste domingo sobre a China e o término da segunda rodada da fase de classificação do Mundial de Handebol deram ao Brasil o primeiro lugar do Grupo B do torneio até o momento. No saldo de gols, as jogadoras comandadas pelo dinamarquês Morten Soubak estão na dianteira de uma das chaves mais equilibradas da competição.

A equipe verde e amarela soma quatro pontos, assim como a Dinamarca e a Sérvia, que também venceram os seus dois jogos. O desempate está na diferença do número de gols feitos pelo número de tentos sofridos. O saldo brasileiro é de 29 gols (70 feitos e 41 sofridos), enquanto as dinamarquesas têm 27 (73 e 46) e as donas da casa acumulam 22 de saldo (62 e 40).

Neste domingo, o Brasil bateu a China por 34 a 21, no jogo que abriu a rodada. Logo em seguida, as sérvias fizeram 34 a 14 sobre as argelinas, vítimas do Brasil no último sábado. Por fim, encerrou a rodada do dia a Dinamarca, que venceu com dificuldades o Japão, por 29 a 25.

As equipes têm a segunda-feira de folga. A ação só voltará ao Grupo B na terça-feira, quando o Brasil enfrentará a Sérvia, em jogo-chave para as pretensões das duas equipes. A Dinamarca fará a partida contra a Argélia, enquanto China e Japão fazem o clássico asiático.

GRUPO A

Considerado o grupo da morte do torneio, a Chave A tem situação, de fato, mais equilibrada. Montenegro e França venceram os seus dois jogos e acumulam quatro pontos cada. A Coreia do Sul e a Holanda dividem a terceira posição com dois pontos. República Dominicana e Congo perderam seus dois duelos e estão na lanterna.

Os resultados do Grupo A são fundamentais para o Brasil, já que é desta chave que sairá o adversário em caso de classificação para as oitavas de final. O primeiro colocado do Grupo A enfrenta o quatro do Grupo B, e assim sucessivamente. Apenas os dois últimos de cada chave não se classificam.