icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/07/2013
15:32

Mesmo tendo sido nocauteado e perdido seu cinturão, Anderson Silva foi o atleta que mais faturou no UFC 162. O brasileiro embolsou 600 mil dólares (cerca de 1 milhão e 350 mil reais) no evento, enquanto o novo campeão recebeu cerca de 48 mil dólares pelo desempenho mais o bônus de nocaute da noite (50 mil dólares). Os valores foram divulgados pelo site americano "MMAjunkie.com" de acordo com a lista da Comissão Atlética do Estado de Nevada. A folha de pagamento total do show foi de 1 milhão e 613 mil dólares (aproximadamente 3 milhões e 630 mil reais).

Chris Weidman optou por não renovar seu vínculo com o UFC antes de fazer a luta pelo cinturão. O americano, que recebia 24 mil dólares para lutar e mais 24 mil caso vencesse, deve receber um aumento generoso no próximo contrato. Se Spider tivesse mantido seu cinturão, teria recebido mais 200 mil dólares pela vitória.

Confira a lista completa de pagamendo do UFC 162 (valor aproximado em real)

Chris Weidman: R$108.000 (inclui R$ 54.000 por vitória)
Anderson Silva: R$ 1.350.000

Frankie Edgar: R$540.000 (inclui R$270.000 por vitória)
Charles Oliveira: R$47.000

Tim Kennedy: R$200.000 (inclui R$67.000 por vitória)
Roger Gracie: $50,000

Mark Munoz: R$190.000 (inclui R$94.000 por vitória)
Tim Boetsch: R$83.000

Cub Swanson: R$130.000 (inclui R$65.000 por vitória)
Dennis Siver: R$74.000

Andrew Craig: R$50.000 (inclui R$27.000 por vitória)
Chris Leben: R$114.000

Norman Parke: R$67.000 (inclui R$33.000 por vitória)
Kazuki Tokudome: R$18.000

Gabriel Gonzaga: R$130.000 (inclui R$65.000 por vitória)
Dave Herman: R$55.000

Edson Barboza: R$103.000 (inclui R$50.000 por vitória)
def. Rafaello Oliveira: R$34.000

Brian Melancon: R$36.000 (inclui R$18.000 por vitória)
Seth Baczynski: R$36.000

Mike Pierce: R$125.000 (inclui R$63.000 win bonus)
David Mitchell: R$22.000

Os valores acima são referentes somente aos salários, excluindo deduções por impostos, licenças ou seguros. Também não incluem as bonificações do UFC ou patrocínios.

Mesmo tendo sido nocauteado e perdido seu cinturão, Anderson Silva foi o atleta que mais faturou no UFC 162. O brasileiro embolsou 600 mil dólares (cerca de 1 milhão e 350 mil reais) no evento, enquanto o novo campeão recebeu cerca de 48 mil dólares pelo desempenho mais o bônus de nocaute da noite (50 mil dólares). Os valores foram divulgados pelo site americano "MMAjunkie.com" de acordo com a lista da Comissão Atlética do Estado de Nevada. A folha de pagamento total do show foi de 1 milhão e 613 mil dólares (aproximadamente 3 milhões e 630 mil reais).

Chris Weidman optou por não renovar seu vínculo com o UFC antes de fazer a luta pelo cinturão. O americano, que recebia 24 mil dólares para lutar e mais 24 mil caso vencesse, deve receber um aumento generoso no próximo contrato. Se Spider tivesse mantido seu cinturão, teria recebido mais 200 mil dólares pela vitória.

Confira a lista completa de pagamendo do UFC 162 (valor aproximado em real)

Chris Weidman: R$108.000 (inclui R$ 54.000 por vitória)
Anderson Silva: R$ 1.350.000

Frankie Edgar: R$540.000 (inclui R$270.000 por vitória)
Charles Oliveira: R$47.000

Tim Kennedy: R$200.000 (inclui R$67.000 por vitória)
Roger Gracie: $50,000

Mark Munoz: R$190.000 (inclui R$94.000 por vitória)
Tim Boetsch: R$83.000

Cub Swanson: R$130.000 (inclui R$65.000 por vitória)
Dennis Siver: R$74.000

Andrew Craig: R$50.000 (inclui R$27.000 por vitória)
Chris Leben: R$114.000

Norman Parke: R$67.000 (inclui R$33.000 por vitória)
Kazuki Tokudome: R$18.000

Gabriel Gonzaga: R$130.000 (inclui R$65.000 por vitória)
Dave Herman: R$55.000

Edson Barboza: R$103.000 (inclui R$50.000 por vitória)
def. Rafaello Oliveira: R$34.000

Brian Melancon: R$36.000 (inclui R$18.000 por vitória)
Seth Baczynski: R$36.000

Mike Pierce: R$125.000 (inclui R$63.000 win bonus)
David Mitchell: R$22.000

Os valores acima são referentes somente aos salários, excluindo deduções por impostos, licenças ou seguros. Também não incluem as bonificações do UFC ou patrocínios.