icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
14/11/2013
17:59

O discurso de Tite após a vitória sobre o Coritiba e a informação de que o treinador já sabe que deixará o clube no fim do ano, como noticiado pela coluna De Prima nesta quinta-feira, deixaram tenso o clima do treinamento do Corinthians. O comandante apenas observou a atividade técnica comandada pelo auxiliar Sylvinho com os reservas - todos os titulares fizeram uma atividade no início da tarde e foram liberados.

Logo após o treinamento, Tite foi abordado pela imprensa e não reagiu diante da informação que deixará o Parque São Jorge antes do encerramento de seu contrato, ou mesmo em dezembro, após as últimas quatro partidas do Brasileirão. A assessoria do clube não autorizou a realização de uma entrevista, mas o treinador se declarou por vontade própria em apenas uma frase.

- Existe uma hierarquia, então é com os homens. Se eu disser alguma coisa vou atrapalhar o trabalho deles. Eu estou em paz - assegurou Tite antes de tirar algumas fotos com torcedores e se dirigir para as dependências do CT Joaquim Grava sozinho, pensativo.

A diretoria do Corinthians já havia definido que a situação contratual de Tite seria discutida após a equipe atingir uma "zona de segurança" contra o rebaixamento no Brasileirão. A vitória sobre o Coritiba, segunda consecutiva na competição, levou o time aos 48 pontos, sem chances de queda, segundo matemáticos, e ainda sonhando com a possibilidade de uma vaga na Libertadores.

O presidente Mário Gobbi convocou entrevista coletiva para esta sexta-feira.

Mano Menezes será o técnico do Timão a partir de 2014.