icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
24/07/2014
08:00

A narrativa principal é batida: Kaká sai da reserva dos times de base para se consagrar com o título do Torneio Rio-SP de 2001 ao ser promovido por Vadão. Que o craque deixou para trás promessas mais badaladas de sua época também não é novidade. Mas o que fazem atualmente e o que sentem Renatinho e Harison às vésperas da reestreia do amigo e ex-concorrente no São Paulo.

Renatinho, aos 33 anos, esperava assistir ao jogo contra o Goiás no domingo no Serra Dourada, mas estará ocupado com as tarefas de espião do Tupi-MG na Série C do Campeonato Brasileiro.

– Ele explodiu, nasceu com estrela. As oportunidades que teve ele aproveitou. A estrela dele era demais. Conversamos muito até dois anos atrás e ele até tentou me levar ao Mogi Mirim – afirmou o ex-meia à reportagem do LANCE!Net.



Harison, aos 34, já não tem os cabelos dos primeiros passos no futebol, mas prefere pegar no pé do amigo Renatinho por ter, digamos, ultrapassado o peso ideal depois de se aposentar dos gramados. Era em Harison que as esperanças eram depositadas no Tricolor. Mas, 13 anos depois, o meia também foi parar na Série C do Brasileirão. É em Harison que o Duque de Caxias-RJ deposita as esperanças de subir.



Sem o sucesso do amigo, que deixou de ser parceiro de videogame e de oferecer cafés da tarde em sua casa para ganhar o mundo, Harison e Renatinho não guardam qualquer rancor. O sentimento é de orgulho por terem ajudado na formação de um craque e de um ser humano.

– Outro dia um amigo e repórter de Belém perguntou de mim e o Kaká disse que tinha aprendido muita coisa comigo. Eu era mais velho e experiente, me chamavam até de pai, e o Kaká disse que sempre prestava atenção em mim. Isso para mim já é muita coisa – exaltou Harison.

RENATINHO
Nascimento: 12 de março de 1981, em Poços de Caldas (MG).
Como jogador: São Paulo (2001), Santa Cruz (2001), Fluminense (2003), Juventude (2003), Lokeren-BEL (2004), Paulista de Jundiaí (2005), Tombense-MG (2006), Uberaba-MG (2007), Rio Branco-MG (2008), Poços de Caldas-MG (2008), Anápolis (2008), Ceará (2008), Audax Rio (2009), Pão de Açúcar (2010), Rio Branco-SP (2011), Santa Helena-GO (2011) e Caldense-MG (2012).
Aposentadoria: Atualmente é auxiliar técnico da Caldense-MG, mas como o time fica inativo no segundo semestre, trabalha como espião do Tupi-MG na Série C.

HARISON
Nascimento: 2 de janeiro de 1980, em Belém (PA)
Como jogador: São Paulo (2000/2001), Urawa Reds-JAP (2001/2002), Vissel Kobe-JAP (2002/2003), Gamba Osaka-JAP (2003), Guarani (2004), Ponte Preta (2005), União Leiria-POR (2005/2007), Goiás (2007), Al Ahli Jeddah-ARS (2007/2008), Al Wehda-ARS (2008/2009), Guarani (2009), Sertãozinho (2010), Chengdu Blades-CHN (2010), Shenzhen Phoenix (2011), Paysandu (2012), Grêmio Barueri (2013), Marcílio Dias (2014) e Duque de Caxias (2014).