icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2014
18:04

O deputado federal e ex-jogador Romário foi na canela da CBF mais uma vez e também bateu forte no novo coordenador geral de seleções, Gilmar Rinaldi.

- Só pode ser uma dessas duas coisas: sacanagem ou pegadinha - disparou Romário, ainda emendando:

- É inadmissível Gilmar Rinaldi ser escolhido para assumir o cargo de diretor/coordenador de Seleções da CBF. O cara é empresário de vários jogadores. Tive o desprazer de trabalhar com ele no Flamengo, é incompetente e sem personalidade. Posso afirmar que vai fazer da CBF um banco de negócios para defender os seus interesses. Só os ratos do Marin e Del Nero para escolherem uma pessoa como essa.

E olha que Romário foi companheiro do ex-goleiro na campanha do tetracampeonato do mundo, em 1994. Mas, como o próprio Baixinho falou, a relação entre os dois azedou no Flamengo. No ano em que Gilmar era superintendente - 1999 - Romário deixou a Gávea e voltou ao Vasco.