icons.title signature.placeholder Bruno Andrade e Rodrigo Vessoni
30/06/2014
12:24

Falar da curta passagem pelo Corinthians foi um dos poucos momentos que fizeram Alejandro Sabella sorrir e brincar na entrevista coletiva concedida na manhã desta seguna-feira, na sala de imprensa da Arena, que será palco do confronto com a Suíça, pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

Sisudo, com caras de poucos amigos e com respostas curtas e secas, o comandante da seleção argentina mudou o semblante e o tom ao ser questionado pela reportagem do LANCE!Net sobre o trabalho no clube brasileiro, dono do estádio onde tentará manter o sonho do tricampeonato mundial. De cara, ele brincou:

- Infelizmente agora sou treinador - afirmou Sabella.

Auxiliar de Daniel Passarella durante alguns meses na temporada de 2005, o argentino comentou sobre o período na sequência e demonstrou respeito à cidade de São Paulo e ao Brasil.

- Sempre me traz boas recordações, apesar do pouco tempo por aqui. É um país belíssimo, com um futebol a nivel mundial, foi muito viver num país que, rivalidade à parte, traz essa amizade entre os países que são motores da América Latina - lembrou Sabella que, assim que Passarella foi demitido do Corinthians, deixou o clube e voltou para seu país.



No Parque São Jorge, a dupla não ganhou títulos. Ambos amarguraram a eliminação da Copa do Brasil para o Figueirense, nos pênaltis, e uma goleada para o rival São Paulo, por 5 a 1. De boas recordações, a vitória por 5 a 1 sobre o Cianorte (PR), depois de perder por 3 a 0 no jogo de ida.

Argentina e Suiça se enfrentam na Arena Corinthians nesta terça-feira, às 13h, pelas oitavas de final da Copa do Mundo.