icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/12/2013
09:30

O ex-jogador do Manchester United, Roy Keane, voltou a criticar o ex-treinador do clube inglês, Alex Ferguson. O irlandês entrou em rota de colisão com Sir Alex após o lançamento da autobiografia do ex-treinador, onde Keane é um dos citados.

- Só porque Ferguson diz algo, não siginifica que seja verdade - afirmou o ex-meia em entrevista ao canal de TV inglês ITV.

Alex Ferguson contou em sua autobiografia que Keane havia perdido a vontade de jogar quando atingiu os 34 anos, e que queria assumir responsabilidades na comissão técnica. O escocês também acusou o ex-meia de falar mal dos companheiros de equipe em uma entrevista, que nunca foi divulgada, pelo próprio canal do Manchester United.

- O que teria ajudado a todos era a divulgação do maldito vídeo. O treinador me acusou de tentar comandar o Manchester United nas suas costas, mas o que fiz foi orientar o vestiário. Era esse o meu trabalho. Nunca me considerei mais importante que o treinador - disse Keane.

E MAIS:

Alvo de Ferguson, Keane retruca: 'Não sabe o que é lealdade'
Beckham se recusa a rebater críticas de Sir Alex Ferguson

O irlandês completou afirmando que Ferguson queria jogadores que não questionassem a sua autoridade. No entanto, na opinião de Keane, não há equipe vencedora formada apenas por atletas conformados.

- Não se vencem campeonatos com meninos de coro de igreja. Estes rapazes desafiaram o treinador de várias formas. Beckham o desafiou, embora eu ache que se casar com certa mulher (Victoria Beckham, ndr) não seja um desafio. Ferguson não conseguia entender que tínhamos personalidades diferentes, e talvez por isso tenhamos conquistado tantos títulos - explicou o ex-meia.