icons.title signature.placeholder Craque do Futuro - Gustavo Xavier
03/04/2014
20:02

No fim da tarde desta quinta-feira, a juíza Renata da Câmara Pires Belmont, da 8ª Vara Cível de João Pessoa, expediu uma liminar afastando Rosilene Gomes da presidência da Federação Paraibana de Futebol. A juíza alega que há fortes indícios que houve irregularidades nas eleições da FPF em 2010.

A decisão da juíza baseou-se numa Ação movida pelo o Auto Esporte, que pedia a exibição de documentos que comprovassem a legalidade do pleito.

A direção da FPF não entregou todos os documentos pedidos.

Para assumir a FPF por 90 dias, a juíza nomeou uma Junta Administrativa composta por Ariano Wanderley, Diretor do Botafogo-PB, João Máximo, que faz parte da diretoria do Auto Esporte e do advogado Faustino Dinis. Eles terão como função investigar o pleito eleitora de junho de 2010.

Até o momento a atual administração da FPF não havia sido informada da liminar.