icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/07/2014
11:03

O ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, deu uma explicação no mínimo curiosa sobre a contratação do atacante Neymar. O ex-dirigente foi ouvido nesta terça-feira em uma audiência para dar explicações sobre os valores pagos na transferência do brasileiro. Rosell disse que "não leu as letras pequenas" do contrato, e voltou a defender que o valor pago pelo Barça foi de 57 milhões de euros (R$ 171,3 milhões), como divulgado oficialmente.

O depoimento de Rosell durou quase três horas. O ex-presidente do Barça é acusado de fraude fiscal na operação. A acusação aponta para um desvio de 9 milhões de euros (R$ 27 milhões).

Rosell explicou que o Barcelona pagou 40 milhões de euros (R$ 120,2 milhões) em conceito de indenização à sociedade do pai do jogador e outros 17 milhões de euros  (R$ 51,1 milhões) pela cessão dos direitos federativos. O ex-presidente também lembrou que depois de ter sido indiciado, voltou a ler todos os termos do contrato de transferência e concluiu que só lhe restava felicitar o trabalho do departamento jurídico do Barcelona.

O ex-dirigente deixou o tribunal em um taxi, sem falar com a imprensa.