icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/11/2014
15:37

Dessa vez, não teve para ninguém. Após dominar todo o fim de semana, o alemão Nico Rosberg completou o GP do Brasil de Fórmula 1 com chave de ouro ao sair com a vitória na disputa deste domingo, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

O piloto suportou a pressão de seu companheiro de Mercedes Lewis Hamilton nas voltas finais e cruzou a linha de chegada na primeira colocação. Mesmo após cometer alguns erros, o brasileiro Felipe Massa terminou em terceiro.

Com o resultado, Hamilton segue na liderança do campeonato, agora com 334 pontos. Rosberg vem logo em seguida, com 317. Vale lembrar que a próxima, e última, etapa, em Abu Dhabi, tem pontuação dobrada. Ou seja, o vencedor vai levar 50 pontos.

Ao contrário da previsão, não choveu em Interlagos durante a corrida. Assim, com a pista seca, a grande dificuldade das equipes e dos pilotos foi saber cuidar dos pneus por conta da alta temperatura da pista. Tanto que os pneus macios, usados no início da disputa, foram trocados logo nas primeiras voltas pelos médios.

Pressionado por um bom resultado após largar na pole na etapa anterior, em Austin (EUA), e perder a vitória para Hamilton, Rosberg fez uma boa largada. Se manteve na ponta e não vacilou mesmo com o inglês em sua cola.

Enquanto isso, o líder do Mundial de Pilotos também manteve a calma. Parecia estar pronto para aguardar o melhor momento para fazer a ultrapassagem. Tudo caminhava para uma grande disputa até o fim.

O problema é que na 28ª volta, quando estava na liderança após Rosberg entrar nos boxes para trocar pneus, Hamilton errou e rodou. Perdeu tempo. E logo após sua parada voltou a cair para segundo.

A disputa só voltou a ficar acirrada após a última parada do inglês na 51ª volta. Hamilton, ainda atrás, pressionou o companheiro, andou muito tempo a menos de um segundo, mas não conseguiu fazer a ultrapassagem.

Demonstrando tranquilidade, Rosberg não errou. Foi frio e calculista e não deu qualquer chance para o companheiro ultrapassá-lo. E saiu com a vitória merecida, após dominar todo o fim de semana.

MASSA NO PÓDIO
Como esperado, o brasileiro Felipe Massa foi o melhor entre as outras equipes. Após largar na terceira colocação, manteve a posição até o fim. Mas quase botou tudo a perder em duas paradas nos boxes.

Na primeira, logo no início, passou do limite de velocidade no pit e levou uma punição de cinco segundos. Já na última, se confundiu e passou no box da McLaren, que estava pronta para trocar os pneus de Jenson Button. Logo percebeu e seguiu para a Williams.

Mesmo assim, o brasileiro se garantiu no terceiro posto.

Confira a classificação final do GP do Brasil, em São Paulo:

1º Nico Rosberg (ALE) - Mercedes
2º Lewis Hamilton (ING) - Mercedes
3º Felipe Massa (BRA) - Williams
4º Jenson Button (GBR) - McLaren
5º Sebastian Vettel (ALE) - Red Bull
6º Fernando Alonso (ESP) - Ferrari
7º Kimi Raikkonen (FIN) - Ferrari
8º Nico Hulkenberg (ALE) - Force India
9º Kevin Magnussen (DIN) - McLaren
10º Valtteri Bottas (FIN) - Williams
11º Daniil Kvyat (RUS) - Toro Rosso
12º Pastor Maldonado (VEN) - Lotus
13º Jean-Eric Vergne (FRA) - Toro Rosso
14º Esteban Gutiérrez (MEX) - Sauber
15º Sergio Pérez (MEX) - Force India
16º Adrian Sutil (ALE) - Sauber

Não Completaram:
Romain Grosjean (FRA) - Lotus
Daniel Ricciardo (AUS) - Red Bull