icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/12/2013
12:45

As provocações de Vivien Mabide, do Raja Casablanca, chegaram aos ouvidos atleticanos e não agradaram. O jogador havia afirmado que Ronaldinho não era o mesmo, e que vivia apenas de nome. Ronaldinho ouviu e convidou o provocador para resolver com a bola, dentro de campo. Em entrevista coletiva, o craque ainda falou do foco do Galo nestes jogos decisivos e no carinho do povo marroquino desde a sua chegada ao Marrocos.

- Estou consciente de que o povo daqui reconhece tudo o que eu fiz no futebol e sempre me tratou com muito carinho, desde a época em que eu joguei em Paris, onde tem muitos marroquinos. Fiz muitas amizades com muitos marroquinos. Desde essa época, o carinho é muito grande. Estou sempre recebendo mensagens, cartas. Mas, desta vez, vim com o foco só de jogar, é preparação total para estes jogos - ponderou o jogador, em tom de agrdecimento.

E MAIS
- Atlético-MG estreia na casa do futebol marroquino

FORA DE CAMPO
- 'Falta pouco'! Ronaldinho pede energias positivas para estreia no Mundial

A camisa 10 também falou sobre seu novo algoz na partida de quarta-feira, o meio-campista Mabide, que provocou o craque ao dizer que Ronaldinho não era o mesmo do Barça. O meia do Galo adotou um tom mais comedido e convidou o adversário para resolver os problemas com a bola no pé.

- Lógico que não sou mais o Ronaldo do Barcelona. Sou o Ronaldo do Atlético. Minha qualidade vem dando alegrias a torcedores do Atlético. Se falar fosse bom... vamos jogar.

Sobre a decisão desta quarta-feira e a possível final contra o Bayern no final de semana, Ronaldinho afirmou que não se fala de outra coisa na concentração dos mineiros. Nem os rumores de uma possível saída do técnico Cuca após o Mundial afetam o ambiente de concentração da equipe.

- Todo muito está muito focado só nos jogos. O que venha a acontecer depois do Mundial é uma coisa natural. Agora, a gente nem toca em outro assunto que não seja esses dois jogos.