icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
12/07/2013
13:15

Bronze na Universíade de Shenzhen-2011 no lançamento de disco, Ronald Julião chegou em Kazan, na Rússia, para tentar melhorar seu resultado na chamada Olimpíada Universitária. Nesta sexta-feira, ele conseguiu seu objetivo ao conquistar a medalha de ouro na prova, no Central Stadium. Julião arremessou 63,54m na quinta de seis tentativas, mas ele já liderava a disputa desde a terceira tentativa.

Em seu primeiro lançamento, o brasileiro obteve 60,79m e ficou em segundo, atrás do russo Gleb Sidorchenko, com 61,81m. Na segunda tentativa, Julião acabou caindo para terceiro, pois o italiano Giovanni Faloci assumiu a ponta, com 62,23m, enquanto Sidorchenko ficou em segundo, com 62,16m

Mas na terceira tentativa, Julião assumiu a ponta ao cravar 62,37m. Pressionados pelo brasileiro, o russo queimou todos os seus quatro arremessos restantes. Já o italiano chegou a obter 58,64m na terceira tentativa, mas queimou todos os restantes. Julião ainda melhorou sua marca duas vezes ao obter 63,09m na quarta tentativa e 63,54 na quinta. No sexto arremesso, fez 62,96m.

Com esta conquista, o Brasil soma quatro medalhas de ouro na Universíade de Kazan. Além dessa, o país conquistou duas no judô (Rochele Nunes e Ketleyn Quadros) e uma na ginástica artística (Arthur Zanetti, nas argolas).

* O repórter viaja a convite da CBDU

Bronze na Universíade de Shenzhen-2011 no lançamento de disco, Ronald Julião chegou em Kazan, na Rússia, para tentar melhorar seu resultado na chamada Olimpíada Universitária. Nesta sexta-feira, ele conseguiu seu objetivo ao conquistar a medalha de ouro na prova, no Central Stadium. Julião arremessou 63,54m na quinta de seis tentativas, mas ele já liderava a disputa desde a terceira tentativa.

Em seu primeiro lançamento, o brasileiro obteve 60,79m e ficou em segundo, atrás do russo Gleb Sidorchenko, com 61,81m. Na segunda tentativa, Julião acabou caindo para terceiro, pois o italiano Giovanni Faloci assumiu a ponta, com 62,23m, enquanto Sidorchenko ficou em segundo, com 62,16m

Mas na terceira tentativa, Julião assumiu a ponta ao cravar 62,37m. Pressionados pelo brasileiro, o russo queimou todos os seus quatro arremessos restantes. Já o italiano chegou a obter 58,64m na terceira tentativa, mas queimou todos os restantes. Julião ainda melhorou sua marca duas vezes ao obter 63,09m na quarta tentativa e 63,54 na quinta. No sexto arremesso, fez 62,96m.

Com esta conquista, o Brasil soma quatro medalhas de ouro na Universíade de Kazan. Além dessa, o país conquistou duas no judô (Rochele Nunes e Ketleyn Quadros) e uma na ginástica artística (Arthur Zanetti, nas argolas).

* O repórter viaja a convite da CBDU