icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/03/2014
15:45

Um dos principais inimigos declarados dos organizadores da Copa do Mundo no Brasil, o deputado federal Romário (PSB-RJ) - que também comentou sobre o escândalo envolvendo a Confederação Brasileira de Vôlei - voltou a fazer críticas pesadas a Blatter, Marin & Cia. Na verdade, o presidente e o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, foram os principais alvos do baixinho, que concedeu nesta quarta-feira entrevista à ESPN Brasil.

- Pelo histórico desse, cara (Valcke), um dos maiores chantagistas do esporte mundial... Ele teve um problema e fez chantagem com o presidente da Fifa (Blatter), que é um ladrão, corrupto e filho da p..., e é com isso que a gente convive: a CBF tem dois ratos, o Marin e o Del Nero, e a Fifa tem dois ladrões - disse Romário, que também desaprova o poder do secretário da Fifa no Brasil.

- Alguns políticos devem estar ganhando alguma coisa com isso, por estar endeusando este cara. Ele vem aqui no país, manda e desmanda, fala e desfala e todo mundo bate palma, acha que está tudo certo.

O deputado estendeu as críticas aos colegas de bancada e demais políticos favoráveis à Copa, além de insinuar ganhos externos pela aprovação de "gastos absurdos".

- Esses caras vão ficar bilionários com a Copa do Mundo e está tudo bem. Isto é o nosso governo atual, nossa presidenta, nossos governadores e nossos deputados, que também estão enriquecendo.