icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese e Renato Rodrigues
20/04/2014
09:05

Fazer gol pareceu mais difícil do que andar pra trás para o Corinthians no Brasileirão de 2013. A equipe passou em branco em 19 das 38 rodadas e teve sua pior média de gols entre os últimos anos, com apenas 27 gols marcados ao todo (confira quadro abaixo).

Na edição deste ano, o ataque está renovado, assim como a esperança. Hoje, na estreia da competição nacional, às 16h, contra o Atlético-MG, em Minas Gerais, (duelo com transmissão em tempo real pelo LANCE!Net), Romarinho e Luciano formam uma dupla promissora. Artilheiro e vice da atual temporada, respectivamente, os dois deram mostras no Paulistão que a pontaria está afiada e que não haverá “seca”.

Ao contrário do que fazia com Tite, Romarinho tem menos obrigação de marcar em 2014. O reflexo disso foram os gols. Já foram oito em 16 jogos, marca que ele nem chegou a atingir em 2012 (sete gols em 34 jogos) ou 2013 (seis gols em 69 jogos). Seu bom desempenho rende elogios do técnico Mano Menezes e também da diretoria alvinegra, que até o fim do ano passado desejava vendê-lo. Agora, é uma das grandes apostas para o momento de reformulação.

Já Luciano teve rápida adaptação na equipe, após ganhar uma brecha com a lesão do então titular Guerrero, que ele desbancou do ataque. Ele marcou seis gols (dois contra Comercial, dois contra Linense e dois contra Bahia de Feira) e se firmou como titular. Com início tão surpreendente de forma positiva, já foi convocado para um período de testes com a Seleção Sub-20, de Alexandre Gallo.

Mesmo com o jovem atacante uma semana fora do dia a dia do Corinthians no CT Joaquim Grava, Mano treinou a equipe pensando em seu retorno. Ontem, ele já participou do treino tático e foi confirmado como titular. O treinador alvinegro preferiu apostar no bom momento de Luciano e abriu mão de um esquema ofensivo com um centroavante.

Setor mais jovem
À exceção de Paolo Guerrero (30 anos) Mano só conta com atacantes jovens no elenco: Romarinho (23), Luciano (18), Malcom (17) e Paulo Victor (18). Mesmo confiando nos atletas, Mano e a diretoria desejam contratar um atacante mais experiente para a disputa do Brasileirão.

ATAQUE DO TIMÃO NOS ÚLTIMOS BRASILEIROS

2007
40 gols em 38 jogos - 1,05 de média

2008 (Série B)
79 gols em 38 jogos - 2,07 de média

2009
50 gols em 38 jogos - 1,31 de média

2010
65 gols em 38 jogos - 1,71 de média

2011
53 gols em 38 jogos - 1,93 de média

2012
51 gols em 38 jogos - 1,34 de média

2013
27 gols em 38 jogos - 0,71 de média