icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
20/06/2014
15:29

Romarinho é avesso a entrevistas coletivas, mas topou falar com jornalistas nesta sexta-feira, quarto dia do período de treinos do Corinthians na cidade mineira de Extrema (MG). Em clima de bate-papo, o artilheiro do clube em 2014 disse que cumpriu sua meta de oito gols no Campeonato Paulista, e aproveitou para traçar planos ainda mais ousados para o Brasileirão: marcar dez vezes. Destes dez, o camisa 31 brincou que cinco deverão ser em clássicos contra Santos, São Paulo ou Palmeiras - este último, seu rival predileto.

- No Paulista tinha até falado para a Renata (assessora de imprensa do clube) que queria fazer oito gols. E consegui! No Brasileiro, estou procurando uma meta de fazer mais dez gols e vou tentar chegar. Em clássicos? Ah, cinco, vai - disse o carrasco do Palmeiras, com quatro jogos e cinco gols marcados sobre o rival até o Campeonato Paulista deste ano.

Concentrado pelo menos até a próxima segunda-feira em um hotel-fazenda Extrema, Romarinho acredita que o Corinthians tem obrigação de conquistar um título nesta temporada. Se não for o Brasileirão, que será retomado com uma partida diante do Internacional, em 17 de julho, a meta é buscar a conquista da Copa do Brasil. A equipe está na terceira fase do torneio que dá vaga na Libertadores, já que eliminou Bahia de Feira e Nacional (AM) de primeira.

- Muita gente não acredita, né? Mas eu e todo o elenco acreditamos e estamos confiando que agora nessa retomada do Brasileiro vamos brigar para chegar. Se não for campeão do Brasileiro, buscar Copa do Brasil é nossa obrigação - torce Romarinho, que marcou oito vezes no Paulista, uma na Copa do Brasil e já tem dois dos dez gols da meta no Brasileirão.

A sexta-feira foi o único dia em que o Corinthians decidiu abrir o treinamento da tarde no Hotel Fazenda Amoreiras. Até então, o período da manhã (ou no local ou em uma academia do centro da cidade) é que vinha sendo aberto à imprensa. Bem avaliado nos treinos físicos comandados pelo preparador físico Eduardo Silva, Romarinho aprova o "retiro" dos jogadores no sul de Minas Gerais.

- O Mano nem conversou com a gente de parte tática, de pré-temporada. Tem sido mais a parte física com o Dudu mesmo. É importante passar essas duas semanas aqui, vai ser importante mais para frente - sentenciou.