icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
16/11/2014
16:53

Candidato da chapa Pense Novo Santos, Orlando Rollo é enfático: se eleito, fará de tudo para mudar o estatuto de clube e acabar com o Comitê de Gestão do Peixe. Apesar de também terem divergências quanto ao atual modelo de governança do Peixe, os adversários de Rollo criticaram tal ideia e outros planos expostos por ele em entrevista publicada no sábado no LANCE!Net.

O mais enfático foi Nabil Khaznadar, candidato da situação pela chapa Avança Santos, que vê no projeto uma tentativa de golpe.

– Acabar com o Comitê é uma tentativa de golpe em um estatuto que tem três anos – afirmou.

Já Fernando Silva, da Mar Branco, afirmou que Rollo não pode prometer isso, já que tal decisão não cabe ao presidente, mas sim ao Conselho Deliberativo do clube.

– Acabar ou não não dá para garantir. O Rollo tem propostas que ele acha que são eleitoreiras, ele fala o que o eleitor dele quer ouvir, não o
que precisa ser dito. É um cara inteligente até, um jovem ativo, mas sem experiência e que raciocina como torcedor de arquibancada – falou.

José Carlos Peres, da Santos Vivo, evitou fazer críticas ao oponente e disse que respeita, mas não concorda com a promessa de Rollo de demitir o técnico Enderson Moreira.

– Não vejo mal nessa ideia, mas tenho postura diferente – comentou

A reportagem do L!Net também tentou contato com o candidato Modesto Roma Júnior, da chapa Santos Gigante, mas não obteve sucesso até esta publicação.