icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/02/2015
01:32

Ao contrário do que fez Ganso, Luis Fabiano e Souza, o goleiro Rogério Ceni, após a derrota para o Corinthians por 2 a 0, tirou a culpa do árbitro Ricardo Marques Ribeiro pelo resultado final da partida. Apesar do capitão são-paulino acreditar que lance Sheik foi faltoso no lance que originou o segundo gol do Timão, arqueiro deixou claro que Tricolor nada criou no duelo.

- Não podemos reclamar do resultado. Não tivemos uma chance. O Cássio não fez uma grande defesa, ou a bola bateu na trave. Então quando a gente não tem chances de gol, temos que reconhecer a eficiência do adversário. Se ele (árbitro) não tivesse dado várias faltas durante o jogo, ter parado a partida sempre. a gente não reclamaria, mas agora, do jeito que ele apitou a gente pode reclamar. Mas que influenciou no resultado não. Não iríamos fazer gol. Corithians se defendeu muito lá atrás - disse.

[[GAL:LANPGL20150219_0001]]

Com a derrota na estreia da Libertadores, Ceni acredita que o São Paulo está pressionado na competição e necessita vencer o Danúbio (URU) na próxima quarta-feira, no Morumbi.

- Se a gente ganhasse hoje quem estaria pressionado eram eles, agora como perdemos claro que a pressão está com a gente. Inter, Atlético-MG, que perderam, todos estão pressionados. Se vencer fora de casa está perfeito. Se perde dentro de casa, você está morto. Então a Libertadores é assim. Os três pontos de hoje já foram, então precisamos focar para conseguir a vitória no Morumbi semana que vem e voltar a disputa - concluiu o goleiro.

O capitão tricolor ainda precisou responder sobre o segundo gol do Corinthians, em que o chute de Jadson passou por baixo dele, algo que por muitos foi considerado falha. Ceni não vê assim, e ainda explica o lance segundo sua visão.

- Achei que ele fosse bater no canto esquerdo. Tanto que eu dou um passo para o canto esquerdo, mas o campo é muito liso, bola lisa, aí ele dá no contrapé e quando eu volto, não consigo chegar. Eu tento dar um tapa na bola, mas ela toca na mão e eu não consigo tirar - comentou Ceni.