icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
13/04/2014
15:12

Rodriguinho está liberado pelo Corinthians para acertar com o Grêmio. O clube gaúcho foi autorizado pela diretoria do Timão a negociar com o meia-atacante. O anúncio oficial deve ocorrer nas próximas horas, assim que o empresário Eduardo Uram resolver as últimas pendências com os gaúchos.

Pelo acordo firmado entre os dois clubes, o salário será pago integralmente pelo Tricolor dos Pampas, que ainda pagará um valor pelo empréstimo do jogador, que deve ficar no Sul até o fim do Estadual de 2015. A decisão da diretoria do Corinthians de liberar Rodriguinho foi tomada após aval de Mano Menezes, que abriu mão do jogador para o restante da temporada.

A negociação entre Corinthians e Grêmio surpreende, já que o jogador estava com um pé no Fluminense. A intenção da diretoria alvinegra era a de colocar Rodriguinho nas Laranjeiras para facilitar a contratação de Rafael Sobis. Os dirigentes garantem que, mesmo com a ida do jovem para o Sul, as negociações pelo experiente atacante segue intacta.

A trajetória do meia-atacante no Parque São Jorge foi estranha até aqui. De titular e destaque no começo do ano à reserva e “mico” para a diretoria do Corinthians. Em outubro do ano passado, foram desembolsados R$ 4 milhões para tirá-lo do América-MG. Tite pouco utilizou-o na reta final do Brasileirão. Com Mano Menezes, ele foi titular nas quatro primeiras partidas, mas perdeu a vaga após péssima atuação na derrota por 5 a 1 para o Santos, no dia 29 de janeiro. Desde então, atuou apenas três vezes saindo do banco, por um total de oito minutos, em 12 jogos.

Mano garante que o meia não fez nada de errado fora de campo para que tenha sido sacado e pouco aproveitado ultimamente. Foram testados no meio Douglas, Danilo, Zé Paulo e Ramírez, até que o estopim chegou. Então, o Timão foi atrás de Jadson, que foi contratado no negócio que ocasionou a saída de Pato para o São Paulo, e Renato Augusto voltou de lesão – os dois, hoje, formam o meio titular da equipe.

Por ter custado caro aos cofres alvinegros (a diretoria chegou a atrasar parcelas ao América-MG, agora já quitadas), Rodriguinho virou dor de cabeça para o clube. Interessados querendo o empréstimo de graça tiveram o pedido negado. O Timão tentou colocá-lo como moeda de troca em alguns negócios, mas o jogador e seu empresário não quiseram.

DE SENSAÇÃO A ESQUECIDO

Titular no início
De forma surpreendente, Mano iniciou 2014 com Rodriguinho, deixando Pato, Douglas e Sheik no banco. A resposta foi positiva nos primeiros jogos. Ele foi titular contra Portuguesa, Paulista, São Bernardo e Santos. Depois do último, porém, nunca mais foi titular de novo.

Poucas chances
Nos últimos 12 jogos, o meia entrou em apenas três. Contra Ponte Preta e Rio Claro, ele atuou por apenas um minuto em cada duelo. Já na vitória sobre o Oeste, teve mais tempo: seis minutos.

Interesse do Bahia
O ex-zagueiro William Machado, que era gerente de futebol do Bahia, chegou a ir pessoalmente ao CT Joaquim Grava para negociar a contratação do meia. Como queria de graça, o Timão negou.

Sondagens de grandes
O estafe do jogador garante que grandes clubes do Brasil fizeram sondagens para saber quais são as condições para contar com ele no Brasileiro. Reclamam que o Corinthians não aceita nada e só o coloca como espécie de moeda de troca.

Ostracismo
Nos últimos seis jogos, Mano Menezes nem sequer aproveitou-o no segundo tempo. Em alguns duelos, Rodriguinho nem ficou no banco de reservas.

JOGOS DE RODRIGUINHO EM 2014

Portuguesa - Titular (72)
Paulista - Titular (90)
São Bernardo - Titular (58)
Santos - Titular (53)
Ponte Preta - Entrou no 2º tempo (1)
Bragantino - X
Mogi Mirim - X
Palmeiras - X
Oeste - Entrou no 2º tempo (6)
Rio Claro - Entrou no 2º tempo (1)
Comercial - X
Linense - X
São Paulo - X
Penapolense - X
Bahia de Feira - X
Sorocaba - X

X - não jogou