icons.title signature.placeholder Matheus Babo
icons.title signature.placeholder Matheus Babo
11/07/2013
13:57

Entre o Fluminense e o Al Hilal (SAU) está tudo certo. Quem garante é o diretor executivo de futebol do Fluminense, Rodrigo Caetano, que confirmou a concretização do negócio entre os clubes nesta quinta-feira. Na quarta, o diretor havia dito que o acerto estava "por detalhes", que eram de documentação. Durante a noite, os documentos chegaram e o jogador foi liberado pelo clube para realizar exames médicos na Árabia.

- Após o treino de ontem (quarta) eu havia dito para alguns que faltavam detalhes e a noite nós recebemos de volta a negociação que nos faltava para liberar o Thiago de fazer os exames. Ele deve viajar hoje (quinta) a noite e caso seja aprovado deveremos ter a confirmação da negociação - disse o dirigente.

Thiago Neves se despede dos companheiros de Fluminense (Foto: Moyses Ferman/Photocamera)

E MAIS
>Abel faz mudanças durante coletivo e titulares vencem reservas no Flu
>Tchau, Flu! Thiago Neves vai às Laranjeiras se despedir dos jogadores
>Abel lamenta saída de Thiago Neves: 'Foi uma grande perda'
>Situação de penhora sobre venda de Thiago Neves ainda não foi definida
>Vaivém: o não para Robinho, o 'adeus' de Thiago Neves e a possível volta de Nilmar

Caetano também falou sobre a cautela em não confirmar a negociação entre os dois clubes por conta da lesão que Thiago Neves sofreu na panturrilha esquerda. Nesta temporada, o jogador já teve o mesmo problema no local em três oportunidades diferentes:

- Nós temos essa cautela com os exames médicos por motivos óbvios. Ele vem de tratando de uma lesão que teve conosco. Na questão entre os dois clubes chegou na quarta a noite e por isso que a tarde eu não pude confirmar que a negociação estava concluída. Da nossa parte e do Al Hilal está tudo certo.

Thiago Neves assinará um vínculo de quatro temporadas com o Al Hilal. Dos cerca de R$ 18 milhões da negociação, o Fluminense terá direito a apenas 20% - aproximadamente R$ 3,6 milhões. Os outros R$ 14,4 milhões serão destinados à Unimed Participações, dona de 80% dos direitos econômicos do atleta.

Entre o Fluminense e o Al Hilal (SAU) está tudo certo. Quem garante é o diretor executivo de futebol do Fluminense, Rodrigo Caetano, que confirmou a concretização do negócio entre os clubes nesta quinta-feira. Na quarta, o diretor havia dito que o acerto estava "por detalhes", que eram de documentação. Durante a noite, os documentos chegaram e o jogador foi liberado pelo clube para realizar exames médicos na Árabia.

- Após o treino de ontem (quarta) eu havia dito para alguns que faltavam detalhes e a noite nós recebemos de volta a negociação que nos faltava para liberar o Thiago de fazer os exames. Ele deve viajar hoje (quinta) a noite e caso seja aprovado deveremos ter a confirmação da negociação - disse o dirigente.

Thiago Neves se despede dos companheiros de Fluminense (Foto: Moyses Ferman/Photocamera)

E MAIS
>Abel faz mudanças durante coletivo e titulares vencem reservas no Flu
>Tchau, Flu! Thiago Neves vai às Laranjeiras se despedir dos jogadores
>Abel lamenta saída de Thiago Neves: 'Foi uma grande perda'
>Situação de penhora sobre venda de Thiago Neves ainda não foi definida
>Vaivém: o não para Robinho, o 'adeus' de Thiago Neves e a possível volta de Nilmar

Caetano também falou sobre a cautela em não confirmar a negociação entre os dois clubes por conta da lesão que Thiago Neves sofreu na panturrilha esquerda. Nesta temporada, o jogador já teve o mesmo problema no local em três oportunidades diferentes:

- Nós temos essa cautela com os exames médicos por motivos óbvios. Ele vem de tratando de uma lesão que teve conosco. Na questão entre os dois clubes chegou na quarta a noite e por isso que a tarde eu não pude confirmar que a negociação estava concluída. Da nossa parte e do Al Hilal está tudo certo.

Thiago Neves assinará um vínculo de quatro temporadas com o Al Hilal. Dos cerca de R$ 18 milhões da negociação, o Fluminense terá direito a apenas 20% - aproximadamente R$ 3,6 milhões. Os outros R$ 14,4 milhões serão destinados à Unimed Participações, dona de 80% dos direitos econômicos do atleta.