icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/06/2014
22:54

O Rocinha é o time da Batalha das Quadras no Rio de Janeiro. Neste sábado, os garotos que se classificaram em primeiro na Marina da Glória, na última quarta-feira, mais uma vez se destacaram e se sagraram campeões do evento. Além de saborear o triunfo, a equipe recebeu o troféu das mãos de Ronaldo Fenômeno, na premiação que aconteceu na Casa Fenomenal, no Cais do Porto.

O time terminou a segunda fase da final com o melhor desempenho, junto com Rubens Vaz e Mau Mau. Os três disputaram a bateria final e arriscaram tudo em busca da consagração. Calçando a nova chuteira Mercurial da Nike, eles fizeram jogos muito pegados. Vontade não faltou. Mau Mau e Rubens Vaz estavam empatados em primeiro com três vitórias cada; o Rocinha vinha em terceiro com duas, mas ainda tinha a oportunidade de jogar.

Na última partida, entre Rocinha e Rubens Vaz, os garotos do Mau Mau apenas esperavam o final para confirmar o título. O Rocinha vencia por 1 a 0, placar que não era suficiente para garantir o primeiro lugar. No último segundo de jogo, quando o juiz já estava prestes a apitar o final e dar o título ao Mau Mau, o Rocinha conseguiu o que parecia impossível: o gol que garantiria o título. Em um contra-ataque contra um rival com um jogador a menos, o Rocinha estufou a rede e fez a festa.

Quando o gol saiu e o título se tornou uma realidade, o time inteiro entrou em quadra, rodeado de fotógrafos, todos querendo capturar uma imagem da equipe vencedora. Um dos destaques do Rocinha, Sandro Nascimento, de 18 anos, não se conteve e foi às lágrimas.

- É uma emoção única, especial demais! Tudo pra gente é sofrido, pra gente que mora na favela nada é ufácil. Fomos campeões de fut 7, mas não temos apoio pra jogar outros campeonatos. Não temos dinheiro nem pra pegar van. Mas o nosso time é vencedor e o resultado tá aí - celebrou Sandro.