icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
07/11/2014
11:25

Substituído no momento em que o Santos vencia o Cruzeiro por 3 a 1, na Vila Belmiro, pelo jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil, o atacante Robinho não deve enfrentar o Corinthians neste domingo, às 19h30, na Arena de Itaquera. O Rei do Drible foi submetido a exames na manhã desta sexta-feira e teve diagnosticado um pequeno edema no músculo posterior da coxa esquerda. Assim, apesar do departamento médico do clube colocar o jogador como dúvida, sua participação no clássico é improvável.

Sem pré-temporada no Milan, Robinho viveu uma maratona intensa de jogos com a camisa do Peixe desde que foi contratado, no início de agosto. O camisa 7 até disse que ser poupado contra o Internacional, derrota por 2 a 1 no último domingo, poderia ser um bom negócio para preservar o grupo antes de encarar a Raposa. Enderson Moreira, no entanto, colocou todos os titulares em campo na Vila Belmiro. Agora, precisará quebrar a cabeça para achar o substituto de Robinho no clássico contra o Corinthians. Jorge Eduardo, Leandro Damião e Patito são os principais candidatos.

O Santos, entretanto, ainda não dá certeza para o desfalque de Robinho. Segundo o clube, o edema é pequeno, representando cansaço muscular, e há jogadores atuando, mesmo por outros clubes, com lesões mais intensas. A ideia é que Robinho siga o tratamento nesta sexta e também no sábado. Caso se recupere totalmente, pode aparecer para o duelo contra o seu rival favorito.

No primeiro treino após a eliminação da Copa do Brasil, apenas reservas trabalharam com bola. Os titulares, exceção feita a Robinho, correram ao redor do gramado. Também seguem tratamento no Cepraf os atacantes Geuvânio e Thiago Ribeiro e o zagueiro David Braz. Também substituídos diante do Cruzeiro, Alison e Mena devem atuar normalmente. O volante, inclusive, concedeu entrevista coletiva e falou sobre a provável baixa do camisa 7:

- O Robinho faz muita falta a qualquer time do Brasil. ele é um grande jogador, sabemos da importância que ele tem no grupo. Mas se ele não puder jogar, a gente tem jogadores que podem suprir essa ausência dele - comentou Alison.