icons.title signature.placeholder Russel Dias
23/11/2014
08:08

O encontro entre Robinho e São Paulo foi “adiado” no primeiro turno do Brasileiro por conta de um estiramento em sua coxa direita. Mas o reencotro finalmente acontece hoje, às 17h, na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT), com transmissão do LANCE!Net. E após superar algumas dores que vinham o incomodando recentemente, o camisa 7 garante: está 100% para seu 11º confronto pelo Peixe contra o Tricolor.

– Estou bem. Cansado da viagem, mas acho que até o dia do jogo vou estar bem, sem problemas – disse o atacante na última quinta-feira, após a partida contra o Atlético-PR, quando fez um gol.

Em sua terceira passagem pelo Peixe, Robinho enfrentou Corinthians em sua estreia, perdendo por 1 a 0, e venceu o Palmeiras, por 3 a 1. Mas ele deixou claro que queria mesmo enfrentar o São Paulo logo no dia da sua (re)apresentação na Vila Belmiro, em agosto deste ano.

– Era o momento certo de voltar para o Santos. Desejo muita sorte ao Kaká e espero fazer outro gol no São Paulo também – declarou aos risos, como costuma fazer antes de “provocar” os rivais antes de todos os clássicos pelo Alvinegro.

E esta não foi a única vez que Robinho provocou o rival recentemente. Em 2011, na Seleção Brasileira, brincou com Lucas, que estava no Tricolor, após batê-lo em um jogo de tênis de mesa na concentração.

– Vamo, nego Rob! Sempre deitei no São Paulo! Sempre! Sempre deitei neles! – disse, em vídeo.

A empolgação do Rei do Drible frente ao time de Kaká se deve ao fato de seu retrospecto. No San-São, Robinho leva a melhor com sete vitórias, três derrotas e um empate.


Gol de letra de Robinho em Rogério Ceni foi o último encontro entre o Rei do Drible e o Tricolor (Arquivo LANCE!)

O que coroa seu triunfo no clássico, é o histórico gol no Paulistão de 2010, de letra, em cima de Rogério Ceni, garantindo mais uma vitória.
Assim como para o capitão são-paulino, este pode ser o último clássico de Robinho pelo Santos, caso o Milan (ITA) exerça o direito de vender o craque na próxima janela de transferências. Mas se depender dele...

– Por mim, espero ficar mais uns dez anos aqui no Santos!