icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/11/2014
21:22

O contrato de empréstimo de Robinho é válido até 30 de junho de 2015, mas o Milan só aceitou liberar o atacante de 30 anos se o Santos se comprometesse a abrir mão de metade do vínculo em caso de recebimento de uma boa proposta. Agora, a quatro jogos do fim da temporada 2014, o time da Vila Belmiro vive o risco de perder seu principal jogador, os italianos tentam encontrar clubes interessados e o Rei do Drible aguarda o desfecho da novela.

- Para te ser sincero tem algumas sondagens, mas proposta oficial não. Sempre manifestei minha vontade de permanecer no Santos, mas a gente não sabe o que vai acontecer - despistou Robinho, antes de assegurar que fará força para cumprir o contrato até o meio de 2015 e até mesmo ampliar o vínculo por mais temporadas:

- Meu objetivo é permanecer no clube o máximo de tempo possível. O Santos é minha casa, espero ficar em 2015 e mais anos, quero continuar dando alegrias ao torcedor. O Milan por ser dono do meu passe, e eu tenho mais um ano de contrato lá, faz com que não dependa só de mim. Mas no que estiver ao meu alcance vou fazer de tudo para ficar na Vila Belmiro - comentou Robinho durante evento de reinauguração da loja Santos na Área, quando também lançou uma linha pessoal de camisas.

Robinho sofreu com problemas físicos durante a maratona de dois jogos por semana que o Santos teve entre setembro até a eliminação para o Cruzeiro nas semifinais da Copa do Brasil. Agora, com mais tempo de recuperação, o atacante de 30 anos planeja uma pré-temporada mais longa para não sofrer com qualquer problema de lesão em 2015, independentemente de onde esteja jogando.

- Se Deus quiser vou fazer uma pré-temporada boa e quero antecipar minhas férias, porque dependo do meu corpo, e se eu tiver bem fisicamente a probabilidade de jogar bem é grande. Se eu ficar, espero me cuidar bem para render ainda melhor - discursou o camisa 7.

A ideia de Robinho é saber onde jogará entre os últimos dias de dezembro e o início de janeiro de 2015.