icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/07/2014
08:09

Novo titular, por ora, no Grêmio, Matheus Biteco, 19 anos, tem como um dos mlehores amigos o meia Zé Roberto, que completou recentemente 40 anos. O jovem se apega ao camisa 10 gremista, que atualmente não é titular, para manter a calma no momento de receber as chances e o coloca como exemplo para o restante do elenco.

Biteco e seu irmão, Guilherme, atualmente no Vasco, são muito próximos ao veterano. Ouvem conselhos do meia e o consideram pela grande história no futebol europeu. É Zé Roberto que Matheus vai ouvir após os jogos, em busca de conselhos e pontos para melhorar.

- Admiro muito o trabalho, não tenho ídolos assim, mas admiro trabalho deles, a carreira que tiveram, e hoje aqui tenho um amigo, irmão, que é o Zé Roberto. Por ele me ajudar em todos os sentidos, estou sempre conversando, depois das partidas, sempre falo com ele, o que tenho que melhorar. Ele está cada vez mais me ajudando e informando, falando as coisas que tenho que fazer - destacou Matheus Biteco em coletiva.

As conversas servem para conseguir algo que o jovem busca incessantemente. Quer ter calma sempre que entrar em campo. O mais normal quando os garotos que foram criados nas categorias de base dos clubes recebem chances é que tentem fazer tudo ao mesmo tempo e se afobarem.

- Dentro do campo ali, quando recebemos a oportunidade, queremos mostrar. No momento é ter calma, ter controle, ter concentração. Escutar mais, saber lidar com essas coisas, a pressa de mostrar o teu seviço vai vir, mas prezo por ter calma. Tenho que pegar cancha, estou conseguindo com os companheiros e com o treinador, com várias pessoas - pontuou o garoto de 19 anos.

Para a função, o Grêmio ainda contratou mais um jogador. Trata-se de Fellipe Bastos, que fez sua estreia no amistoso com o Londrina, como titular. Além dos dois, o Grêmio ainda conta com Edinho, Ramiro e Riveros e os jovens Walace e Guilherme Amorim.